icons.title signature.placeholder Maurício Ferro
02/07/2014
18:59

Muito trabalho para sair da amarga zona de rebaixamento do Brasileirão. Esse é o lema no Flamengo, que, depois de treinar na parte da manhã, voltou aos treinos durante a tarde desta quarta-feira, no Ninho do Urubu.

Os jogadores chegaram ao gramado às 15h e iniciaram o aquecimento, que foi descontraído. A partir das 16h, já aquecidos, mudaram de campo para participar de um treino coletivo. Ney Franco, que antes apenas observava de longe, foi para junto dos atletas, passou instruções e paralisou a atividade inúmeras vezes, dando ênfase às bolas paradas - cobranças de escanteio e faltas próximas à área.

O treinador orientava que os atletas repetissem as cobranças por cinco vezes. Em caso de gols, todas as cinco cobranças voltavam, até que a zaga conseguisse se safar. Ney dizia: "Quero o setor (defensivo) sem tomar gols". Além disso, gritava pedindo movimentação.

Gabriel deixou o treinamento na metade, com o nariz sangrando, depois de disputar a bola dentro da área. Cáceres só participou do treino da manhã e Hernane, ainda em fase de recuperação, não esteve no coletivo, apesar de ter sido figura presente no Ninho.

O grande destaque foi Alecsandro. Autor de três gols, o atacante decretou a vitória dos titulares por 3 a 0, além de ter sido importante para garantir a integridade defensiva nas bolas paradas.

Duas horas depois de iniciado, o treino foi encerrado por Ney Franco, às 17h. Trabalho longo para uma caminhada longa que o Rubro-Negro terá pela frente, quando o Campeonato Brasileiro voltar.