icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/12/2013
08:05

Entra ano, sai ano, e cada janela de transferências que se abre, o nome de Nilmar é ventilado pelos lados do Beira-Rio. Neste ano, porém, o atacante honrou suas atuações em campo e se antecipou às especulações: não volta ao clube em 2014. Até afirmou ter vontade de retornar ao Internacional, mas não quer criar ilusões no torcedor de que isso acontecerá na próxima temporada.

Nilmar esteve muito próximo de jogar no Inter na metade de 2012. Foi quando acertou com o Al-Rayann, do Qatar. Mesmo com o filho, que nasceu há alguns meses, não há chance de retorno para viver em Porto Alegre.

- O Inter é um clube que tenho um carinho especial. Por tudo que eu passei, pela vida que tive no clube, minha juventude toda foi no Inter. Se um dia tiver a oportunidade de voltar, voltaria sem problema algum. Mas, no momento, queria deixar bem claro para o torcedor não se iludir, pois tem muitas dificuldades para eu ir - afirmou o atacante em entrevista para a Rádio Guaíba.

O Inter depende das movimentações do mercado para buscar atacante. Vendeu Leandro Damião a um fundo de investidores que deve o colocar no Santos. Mas tem Scocco, Forlán e Rafael Moura ainda no elenco. Se os dois últimos deixarem o clube, uma movimentação em busca de reforço para o setor deve acontecer.

- Nunca forcei a saída de clubes. Quando assinei contrato aqui fui bem claro que estava abrindo mão de muitas coisas e colocando a parte financeira na frente. Isso pesa muito para todos os jogadores que aceitam atuar no país. Houve um interesse do Inter na época e optei por jogar no Qatar. Não me arrependo de ter passado esse um ano e meio. Anos atrás joguei uma Champions League e agora é difícil para quem está acostumado com o futebol de alto nível se motivar a jogar para 50 pessoas. Estou feliz, mas se as três partes chegarem a um acordo, volto e jogo com o maior prazer - completou Nilmar.