icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/06/2014
17:38

O dia mais esperado para os classificados para a final da Batalha da Quadras finalmente chegou. Os 15 melhores times de todos os quatro dias de evento se encontram na Casa Fenomenal, no Cais do Porto, para decidir quem será o grande campeão do torneio.

Os 15 times foram divididos em três baterias, com duas fases. Os times jogam entre si nas baterias e a primeira fase durará 30 minutos; a segunda será de 25 minutos. Os três melhores times no geral se classificam para a bateria final única. Esses três times jogarão entre si, e o que tiver o melhor desempenho será o grande campeão da Batalha das Quadras.

O estilo da competição continua o mesmo, mas uma regra fundamental foi modificada pela Nike. Em vez de quatro jogadores, apenas três de cada lado entrarão na quadra. Se um time fizer o gol, o outro perde um jogador, assim como nos outros dias. Segundo o Gerente Técnico da Batalha das Quadras, Eduardo Oliveira, o principal motivo da mudança é ter mais espaço para os jogadores driblarem e fazerem mais jogadas bonitas.

- A gente quer é fomentar a criatividade deles. Com mais espaço, eles podem fazer mais freestyles e arriscar tudo de verdade - disse Eduardo, que também é co-fundador da 2ISports, empresa que organiza os jogos da Batalha das Quadras.

- Além disso, hoje é a final. A gente queria fazer algo diferente no evento - completou Eduardo.

A Casa Fenomenal, palco da final, conta uma incrível estrutura. Os atletas ainda terão o privilégio de contemplar artes futebolísticas nas paredes, a evolução das chuteiras da Nike ao longo do tempo, as camisas da Seleção Brasileira nas Copas do Mundo e manequins vestindo a camisa de todas as seleções patrocinadas pela Nike que estarão na Copa no Brasil. Além disso, os meninos também poderão disputar desafios de videogame e tirar fotos com a camisa original da Seleção Brasileira para postar nas redes sociais.

A quadra é a novidade que chama mais a atenção dos jogadores. Diferentemente de Del Castilho, Madureira e Marina da Glória, sede das etapas anteriores onde havia quadras abertas e com jogos simultâneos, na Casa Fenomenal existe apenas uma quadra, fechada, como uma jaula. Os jogadores são obrigados a arriscar tudo. Em uma das grades da quadra, um telão transmite o resultado do jogo e lances da partida em tempo real. Uma estrutura totalmente pensada para a grande decisão.