icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Maurício Oliveira e Thiago Salata
11/06/2014
16:42

Neymar e Luiz Felipe Scolari. O experiente comandante e o jovem astro da Seleção Brasileira estiveram lado a lado na sala de entrevista da Arena Corinthians, no dia que antecede a abertura da Copa do Mundo. Após ambos dizerem que "chegou a hora", o que se viu no estádio foi uma troca de elogios, demonstrações mútua de confiança e bom-humor da dupla.

Os dois, acompanhados por um batalhão que lotou a sala e ouvindo um "tiroteio" dos cliques dos fotógrafos, até se cumprimentaram quando foram questionados se estavam prontos para a estreia na Copa do Mundo.

- Prontos! - disse Felipão, sem mais palavras.

- Prontos! - repetiu Neymar, antes de dar a mão para o comandante.

Neymar, nervoso no início, chegou a trocar palavras. Afirmou que nenhum jogo da Copa é "difícil", quando na verdade queria dizer "fácil". Depois, soltou-se. O craque deixou claro que vive a véspera do jogo mais importante de sua vida. A camisa da estreia contra a Croácia será guardada para sua mãe.

- É uma honra, um orgulho grande vestir o número de muitas craques. A primeira camisa, não tem o que falar, é para a minha mãe. A pessoa mais especial, ela, meu pai, meu filho - declarou.

Durante a coletiva de imprensa, um jornalista afirmou que abriria mão da pergunta. Pediu apenas para que Neymar fizesse um questionamento a Scolari, e vice-versa.

- Vou jogar amanhã? - sorriu o craque.

- Vou ter que pensar, Neymar, pode dormir tranquilo. Não faço pergunta, faço afirmação: durma tranquilo - respondeu o treinador, que apontou para seu comandado quando foi questionado sobre o craque da Copa.

- O craque será o campeão. Não adianta ser craque se não for campeão. Tem um objetivo só: ser campeão do mundo - comentou.

Neymar, que primeiro afirmou ter poucas lembranças da conquista do penta, com Scolari, em 2002, depois se derreteu em elogios ao comandante.

- Já trabalhei com alguns treinadores de muita qualidade. Para mim, é sempre uma honra, agradeço a Deus de ter a honra de estar todo dia ao lado do Felipão. Desde pequeninho o acompanho no Palmeiras, na Seleção. Levo comigo esses momentos até hoje. Tento sugar o máximo da experiência dele. Espero puxar o lado vencedor dele - disse o camisa 10.