icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Maurício Oliveira e Thiago Salata
27/06/2014
14:58

Após o rachão ao qual a imprensa teve acesso nesta sexta-feira no Sesc Venda, em Belo Horizonte, Neymar e Daniel Alves aprimoraram cobranças de faltas, visando o confronto contra o Chile, no sábado. De duas posições diferentes, próximo à grande área, cada um efetuou 21 cobranças a gol e o desempenho não foi bom.

O camisa 10 conseguiu marcar quatro gols enquanto que o lateral superou Jefferson ou Victor somente duas vezes.

Neymar preferiu cobrar as faltas mais próxima da grande área. Foram 12 tentativas pelo lado esquerdo e outras nove pelo lado direito. Daniel Alves, por sua vez, optou por chutes um pouco mais distantes, tentando colocar mais força na bola.

Depois das faltas, Neymar bateu três penalidades contra o Victor e marcou um gol. O goleiro defendeu as outras duas. Neste momento, o jogador também foi alertado por Luiz Felipe Scolari que a imprensa estava registrando a atividade e ele parou, se juntando ao grupo que deixava o campo.

O treinador do Brasil comandou um treinamento secreto durante uma hora no Sesc Venda Nova, na capital mineira. O zagueiro David Luiz, com dores nas costas, foi preservado do rachão. Os jogadores chegaram a treinar pênaltis quando a imprensa ainda não havia tido acesso ao clube.