icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/07/2013
01:06

O técnico Ney Franco reconheceu o desempenho abaixo do esperado da equipe na derrota por 2 a 1 para o Corinthians, nesta quarta-feira, no estádio do Morumbi, pelo jogo de ida da Recopa Sul-Americana. O treinador, no entanto, criticou os erros técnicos, disse que não houve falhas táticas e até disse que não poderia entrar em campo para tocar a bola com os jogadores. Admitiu, porém, que partilha da responsabilidade pela derrota.

- Erramos muito tecnicamente. É só ter boa vontade de perceber isso. Não posso dar um passe. Não é culpa só do treinador. Não estamos bem tecnicamente. Tem de ser dividido isso. É so ver a quantidade de erros. Essa é a minha visão. Não adianta eu chegar e mudar tudo se a gente tiver a parte técnica abaixo - declarou o treinador, durante entrevista coletiva, no estádio do Morumbi.

- Está faltando ser consistente em alguns jogos. Nos jogos mais pesados, nós não estamos tendo a competência para vencer. Quando isso não acontece, é um pouco de tudo. Erramos muito tecnicamente, saída de bola e pagamos caro. No segundo tempo, tudo poderia acontecer e a gente não teve competência para vencer. Acho que hoje (quarta-feira) não foi nem a questão emocional. Erramos muito tecnicamente mesmo - acrescentou.

Na partida, o treinador optou pelo esquema 4-4-2, com Paulo Henrique Ganso e Jadson na armação. Por vezes, este, que faturou a Copa das Confederações com a Seleção Brasileira, foi deslocado à ponta direita, deixando a formação no 4-2-3-1. Já para o segundo tempo, Aloísio entrou no lugar de Ganso, mantendo a tática com somente um atleta mais avançado, Luis Fabiano. A equipe conseguiu chegar ao empate, mas depois sofreu gol do meia Renato Augusto.

Agora, o comandante do clube do Morumbi visa ao clássico diante do Santos, no próximo domingo, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, para melhorar o desempenho apresentado.

- A gente está tentando todas as alternativas da forma de jogar e jogadores. Em alguns momentos, a equipe dá a ideia de que vai se acertar e, em um jogo como o de hoje, demos um passo atrás. Temos uma linha e vamos insistir nessa linha. E no domingo vamos tentar apresentar algo melhor do que hoje - completou o treinador.

Por que o torcedor se cansou? Ney Franco tenta explicar

O técnico Ney Franco reconheceu o desempenho abaixo do esperado da equipe na derrota por 2 a 1 para o Corinthians, nesta quarta-feira, no estádio do Morumbi, pelo jogo de ida da Recopa Sul-Americana. O treinador, no entanto, criticou os erros técnicos, disse que não houve falhas táticas e até disse que não poderia entrar em campo para tocar a bola com os jogadores. Admitiu, porém, que partilha da responsabilidade pela derrota.

- Erramos muito tecnicamente. É só ter boa vontade de perceber isso. Não posso dar um passe. Não é culpa só do treinador. Não estamos bem tecnicamente. Tem de ser dividido isso. É so ver a quantidade de erros. Essa é a minha visão. Não adianta eu chegar e mudar tudo se a gente tiver a parte técnica abaixo - declarou o treinador, durante entrevista coletiva, no estádio do Morumbi.

- Está faltando ser consistente em alguns jogos. Nos jogos mais pesados, nós não estamos tendo a competência para vencer. Quando isso não acontece, é um pouco de tudo. Erramos muito tecnicamente, saída de bola e pagamos caro. No segundo tempo, tudo poderia acontecer e a gente não teve competência para vencer. Acho que hoje (quarta-feira) não foi nem a questão emocional. Erramos muito tecnicamente mesmo - acrescentou.

Na partida, o treinador optou pelo esquema 4-4-2, com Paulo Henrique Ganso e Jadson na armação. Por vezes, este, que faturou a Copa das Confederações com a Seleção Brasileira, foi deslocado à ponta direita, deixando a formação no 4-2-3-1. Já para o segundo tempo, Aloísio entrou no lugar de Ganso, mantendo a tática com somente um atleta mais avançado, Luis Fabiano. A equipe conseguiu chegar ao empate, mas depois sofreu gol do meia Renato Augusto.

Agora, o comandante do clube do Morumbi visa ao clássico diante do Santos, no próximo domingo, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, para melhorar o desempenho apresentado.

- A gente está tentando todas as alternativas da forma de jogar e jogadores. Em alguns momentos, a equipe dá a ideia de que vai se acertar e, em um jogo como o de hoje, demos um passo atrás. Temos uma linha e vamos insistir nessa linha. E no domingo vamos tentar apresentar algo melhor do que hoje - completou o treinador.

Por que o torcedor se cansou? Ney Franco tenta explicar