icons.title signature.placeholder Walace Borges
18/07/2014
18:08

Após a derrota em casa para o Atlético-PR, o Flamengo vai mudar a cara para enfrentar o Internacional, no domingo. Prova disso é que o treinador já informou que vai mudar inclusive o esquema tático para a partida. Abrindo mão dos três zagueiros, Ney Franco espera ter Canteros à disposição (ele precisa entrar no BID da CBF até às 19h) para escalar o time titular Rubro-Negro.

- Vamos tirar um dos zagueiros e montar o time no 4-4-2. Não vou adiantar a escalação e amanhã (sábado) a gente divulga. Fica a expectativa da utilização do Canteros, ficamos no aguardo para ver se o nome do atleta aparece no BID. Faremos um trabalho em cima dessas ausências, mas principalmente a do Samir. Vamos dar uma continuidade na armação da equipe - afirmou o treinador, se esquecendo que a atividade deste sábado será fechada à imprensa e desta maneira o time titular não será divulgado. Ele ainda fez uma análise sobre o momento atual de Canteros, dizendo que ele já está adaptado ao clube:



E MAIS!
> Mesmo ainda não regularizado no Fla, Canteros treina entre os titulares
> Alan Patrick pede calma com o Inter e quer usar momento ruim do Fla
> Qual foi o assunto mais importante da semana para você?

- Antes do treinamento de hoje (sexta-feira) a informação é que estavam fazendo o possível para ele ter condições de jogo para domingo. Ele está adaptado ao elenco, é um jogador que queremos utilizar o mais rápido possível. Viajou conosco, tinhamos a expectativa de usar ele em Macaé e agora fica nessa expectativa para usá-lo contra o Internacional. No mínimo ele fica como opção, mas pode ser titular também.

Vale lembrar que o Flamengo não terá Samir, com lesão na coxa esquerda, e Paulinho, que levou uma pancada no pé direito, e com isso terá de mudar o time. Além dos dois, o treinador tem o problema de Everton, com dores no tornozelo direito, e que foi poupado do treinamento desta sexta-feira. No entanto, o comandante espera ter o camisa 22 para o confronto.

- Talvez vamos armar uma equipe no contra-ataque e isso é uma estratégia que vamos usar para esse jogo para reduzir a área de atuação do D'Alessandro e explorar o contra-ataque. Talvez seja essa nossa estratégia - completou Ney Franco, explicando a disposição do Flamengo.