icons.title signature.placeholder David Nascimento, Pedro Barboza e Walace Borges
19/07/2014
08:01

Diante do Internacional, neste domingo, às 16h, o técnico Ney Franco pode comandar a última partida pelo Flamengo, caso saia de campo com a derrota. Após seis jogos disputados nesta segunda passagem pela Gávea, o comandante rubro-negro ainda não conseguiu vencer. A cúpula do Conselho Diretor do Fla não está vendo com bons olhos esta situação e, inclusive, já trabalha com a ideia de substituí-lo por um estrangeiro.

Tanto que um agente já foi chamado pela diretoria do Flamengo para ajudar na intermediação do técnico substituto. Os dirigentes ainda não têm nomes cotados para assumir o cargo – o papel do agente seria justamente este, de encontrar opções viáveis e apresentá-las ao Conselho Diretor rubro-negro. O perfil desejado pela cúpula é o de Jorge Sampaoli, que comandou o Chile na Copa do Mundo deste ano, mas considerado inviável pela diretoria do Flamengo.

E MAIS!
> Alan Patrick quer usar momento ruim do Fla
> Ney Franco confirma que vai no 4-4-2 contra o Inter
> VÍDEO Torcedores elegem o craque da 10º rodada




Internamente, há uma corrente da diretoria que prefere esperar o jogo contra o Botafogo, na próxima semana, para definir o que fazer com Ney Franco. Os adeptos a esta ideia acreditam que tomar uma decisão importante relacionada à troca de treinador, em apenas dois jogos após o recesso do Campeonato Brasileiro, seria precipitada. Estes membros também preferem como substituto um treinador brasileiro, alegando que o período de adaptação do estrangeiro pode fazer com que o Flamengo não consiga se livrar do rebaixamento nacional.

Questionado na última sexta-feira em coletiva, o técnico Ney Franco afirmou entender as cobranças por ainda não ter conseguido vencer nesta segunda passagem pela Gávea.

– Acho naturais as cobranças. Qualquer treinador, em qualquer clube que esteja, quando tem sequência de resultados negativos, e eu no Flamengo tenho seis jogos sem vencer, o trabalho pode ser colocado em xeque. Só não gostaria que este jogo do Atlético-PR fosse o que avaliasse o que fizemos nos últimos 30 dias. O Internacional treinou 30 dias e perdeu. O Palmeiras, 30 dias e também perdeu – ressaltou.

O LANCE!Net procurou Felipe Ximenes, diretor executivo de futebol do Flamengo, que negou que Ney Franco possa ser demitido caso perca para o Internacional.