icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/07/2013
06:00

A grande preocupação do Newell's Old Boys não era só em pegar o time que é considerado (e os números não mentem) o melhor da Copa Libertadores. O problema da diretoria Leprosa era não ter seu principal jogador em campo e mais outros três titulares.

Problemas esses que foram resolvidos na segunda-feira e que deixarão o time de Rosário pronto para pegar o Atlético-MG, nesta quarta, pelas semis da Libertadores.

O maior 'abacaxi' era o de Ignacio Scocco, que pertencia ao Al Ain, mas acabou tendo seus direitos econômicos comprados pela diretoria por 1.800.000 euros (5 milhões de reais). O jogador é o craque do time e principal goleador da equipe rubro-negra. Os outros atletas foram Heize, Vergini e Orzán.

O último é reserva e costuma entrar para dar velocidade ao meio de campo, tendo características de arriscar chutes de longa distância. Já os outros dois formam a dupla de zaga titular, com Heize sendo o mais experiente do time e tendo os próprios direitos econômicos (dependia apenas do 'Gringo' para que ele mesmo ficasse para a Libertadores).

A grande preocupação do Newell's Old Boys não era só em pegar o time que é considerado (e os números não mentem) o melhor da Copa Libertadores. O problema da diretoria Leprosa era não ter seu principal jogador em campo e mais outros três titulares.

Problemas esses que foram resolvidos na segunda-feira e que deixarão o time de Rosário pronto para pegar o Atlético-MG, nesta quarta, pelas semis da Libertadores.

O maior 'abacaxi' era o de Ignacio Scocco, que pertencia ao Al Ain, mas acabou tendo seus direitos econômicos comprados pela diretoria por 1.800.000 euros (5 milhões de reais). O jogador é o craque do time e principal goleador da equipe rubro-negra. Os outros atletas foram Heize, Vergini e Orzán.

O último é reserva e costuma entrar para dar velocidade ao meio de campo, tendo características de arriscar chutes de longa distância. Já os outros dois formam a dupla de zaga titular, com Heize sendo o mais experiente do time e tendo os próprios direitos econômicos (dependia apenas do 'Gringo' para que ele mesmo ficasse para a Libertadores).