icons.title signature.placeholder Felippe Rocha
14/07/2014
18:38

A política do Vasco não para. Nelson Rocha, candidato à presidência do clube pela chapa "Vira Vasco", protocolou, nesta segunda-feira, na secretaria de São Januário, o pedido de impugnação das listas de sócios elegíveis e eleitores. A alegação é de que faltam, aos menos, 33 pessoas nas listas. Estas seriam sócias que estão em dias com suas obrigações com o clube.

Além disso, o documento reitera o pedido para que sejam retiradas as pessoas que deram entrada no quadro de sócios entre março e maio do ano passado. O caso, que ficou conhecido como "Mensalão vascaíno", já está sendo investigado pela 17ª Delegacia de Polícia (São Cristóvão). Nelson Rocha reitera que, além das pessoas que não constavam, muitas outras devem estar na mesma situação.

- A lista de elegíveis nós obtivemos o direito e ela ficou disponibilizada na secretaria, só que de forma incoerente. Como alguém vai ver, em pé, mais de 8 mil nomes? Mas a Junta Deliberativa tem 48 horas para dar seu parecer. Tem que incluir essas 33 pessoas, assim como na lista de eleitores. Pessoas que estão com suas obrigações em dia. São 8 mil na lista, mas identificamos os mais próximos. Certamente tem mais gente, muitos estão na mesma condição, mas acabaram não sendo informados. Pedimos a inclusão dessas que tem mais acesso conosco - comenta.

Ele alerta também para o que considera um risco: ter pessoas irregulares participando do pleito, já marcado para o dia 6 de agosto.

- Estamos pedindo a exclusão dos sócios que entraram em março, abril e maio de 2013. A gente pede a exclusão, uma vez que essas pessoas ainda não estão com seu direito consagrado. Se identificado com a polícia alguma irregularidade, essas pessoas não poderão votar. Não é correto que essas pessoas possam votar - exclamou.