icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
20/06/2014
08:19

A negociação não foi fácil. Foram cerca de 100 dias de tratativas que culminaram na manhã desta quinta-feira, com Giuliano recebendo a camisa 88 do Grêmio. Os bastidores do negócio entre o clube gaúcho e o Dnipro tiveram diversos pontos curiosos: a presença de um investidor que saiu do anonimato, clubes "próximos" tentando entrar no negócio e uma porrada na mesa do jogador, em reunião com os dirigentes ucranianos.

A primeira figura determinante na negociação foi Celso Rigo. Empresário do ramo alimentício em São Borja, o gaúcho foi quem bancou os cerca de cinco milhões de euros necessários para a negociação. Rigo, porém, não gosta de aparecer. Esta não foi a primeira negociação que o investidor atuou. Mas foi a primeira em que foi citado nominalmente pelos dirigentes na entrevista coletiva.

O acerto com Giuliano aconteceu em contatos com o advogado Felipe Reis, que é o representante do atleta. Marcelo Cipriano e Paulo Amorim atuaram junto ao clube ucraniano para fazer o que o diretor-executivo Rui Costa chamou de precificação do jogador.

- O preço que o Grêmio construiu é fora do mercado, pelo jogador que o Giuliano é, pela representatividade que tem. A negociação só foi possível porque, mais que bem sucedido, o Celso Rigo é um grande gremista. Foi decisivo para a negociação. Devemos muito às pessoas que se envolveram nesse processo - comentou Costa.




Outro ponto bastante valorizado foi a postura do jogador. Giuliano, em uma reunião, bateu o braço na mesa para demonstrar sua vontade de atuar pelo clube gaúcho. Queria ser incisivo para mostrar sua postura ao Dnipro. E adiantou. Além disso, "outros clubes" tentaram entrar na negociação. Segundo Rui Costa, alguns "mais próximos". O meia teve história no Internacional, pelo qual foi campeão da Libertadores em 2010. Em 2012, quando o Tricolor esteve perto da compra do meia, o Inter chegou a entrar no negócio para dificultar a situação.

- O Giuliano foi assediado por muitos clubes, clubes distantes, mais próximos, e recebeu propostas até mais vantajosas, mas tinha a palavra empenhada conosco. Mas isso foi decisivo. Sabemos que no futebol as quantias mudam as decisões - completou o dirigente gremista.

O novo reforço gremista já começou sua caminhada com os tricolores. Nesta quinta, ele participou do primeiro treinamento com o restante dos colegas, que já foi com bola, no gramado do CT do Humaitá. Giuliano é a grande contratação gremista até o momento na temporada.