icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/04/2014
15:32

O comissário da NBA, Adam Silver, anunciou na tarde desta terça-feira que o dono do Los Angeles Clippers, Donald Sterling, está banido pelo resto de sua vida da liga. A punição é resultado das declarações racistas que vazaram no último fim de semana, nas quais, em uma conversa com a sua namorada, ele declarou que não era para ela "trazer negros para os seus jogos". Sterling ainda foi multado em US$ 2,5 milhões (R$ 5,5 milhões) e deverá ser forçado a vender a franquia.

- Imediatamente, estou banindo o Sr. Sterling de qualquer associação com o Clippers ou a NBA pela vida toda. Ele não está permitido a ir a jogos da NBA ou treinos. Não pode estar presente em nenhuma instalação do Clippers. Não pode participar de nenhum negócio ou decisão pessoal dos jogadores. E também será barrado de participar dos encontros do Conselho Governamental - afirmou Silver, em entrevista coletiva.

Vale lembrar que na segunda-feira, diversos patrocinadores desvincularam suas marcas ao Clippers por conta das declarações dos dirigentes. Já no domingo, os jogadores do próprio time chegaram a protestar por conta do ocorrido.

A decisão do comissário da NBA gerou diversas reações nas redes sociais, todas de apoio à medida adotada:

"Comissário Silver muito obrigado por proteger nossa maravilhosa e poderosa liga. Grande líder", escreveu LeBron James, do Miami Heat, no twitter.

"Comissário Silver mostrou uma grande liderança ao banir o Sr. Sterling pela vida. Os ex e atuais jogadores agora observam que podem ter no comissário Silver um grande líder", avaliou Magic Johnson.