icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/07/2013
15:06

Porto Alegre recebeu neste final de semana a visita ilustre do brasileiro Gabriel “Napão” Gonzaga. Dos Estados Unidos, onde no início do mês nocauteou o rival Dave Herman em 17 segundos, à capital gaúcha, o peso-pesado foi a grande atração do 2° Workshop de MMA organizado pelo Centro de Treinamentos Boxer. Experiente, o carioca de 34 anos atraiu ao local quase uma centena de praticantes das artes marciais mistas, para ensinar práticas, técnicas de luta e correções específicas de cada modalidade.

– Não costumo dar seminários, mas fiz questão de vir pelo pedido do mestre (Fabiano) Boxer. Fiquei muito à vontade aqui. O centro é de alto nível, de primeiro mundo, difícil de encontrar até mesmo em São Paulo ou no Rio. Um local qualificado, bonito, com uma estrutura física muito boa, com sauna, vestiário, octagon. Isso ajuda bastante na preparação do atleta. E foi divertido participar e apresentar um pouco da minha técnica. O público se mostrou caloroso e receptivo, e esse é o melhor retorno que podemos ter – comentou Napão.

Proprietário do CT, o mestre em Jiu-Jitsu Fabiano Boxer ressaltou a importância do evento à estruturação do MMA no Rio Grande do Sul. Há dois meses, ele já havia ministrado seminário semelhante, tendo como convidado especial o técnico americano de wrestling, Jacob Harman, que trabalha com nomes importantes do UFC, como Fabrício Werdum, Maurício Shogun e Rafael dos Anjos.

– Estamos dando sequência ao processo de conscientização, não só dos empresários ou de quem pode investir, mas do público em geral e que geralmente não está acostumado com presenças deste calibre em Porto Alegre, por exemplo. Hoje (sábado) conseguimos reunir várias equipes do estado inteiro aqui, o que era o maior objetivo, e transformar o CT em um lugar neutro e em que todos podem buscar o conhecimento. Nossa tentativa é de fazer uma mudança não radical, mas real, na cabeça daqueles que apreciam o MMA. Neste sentido, a participação de um UFC Fighter com a história do Napão é um divisor de águas, um feito sensacional pra gente. Ele tem, considerado pelo Dana White, um dos melhores nocautes da história do UFC – destacou Boxer, referindo-se à clássica vitória do brasileiro no UFC 70 (2007), quando nocauteou o croata Mirko “Cro Cop” - grande nome do torneio à época.

Porto Alegre recebeu neste final de semana a visita ilustre do brasileiro Gabriel “Napão” Gonzaga. Dos Estados Unidos, onde no início do mês nocauteou o rival Dave Herman em 17 segundos, à capital gaúcha, o peso-pesado foi a grande atração do 2° Workshop de MMA organizado pelo Centro de Treinamentos Boxer. Experiente, o carioca de 34 anos atraiu ao local quase uma centena de praticantes das artes marciais mistas, para ensinar práticas, técnicas de luta e correções específicas de cada modalidade.

– Não costumo dar seminários, mas fiz questão de vir pelo pedido do mestre (Fabiano) Boxer. Fiquei muito à vontade aqui. O centro é de alto nível, de primeiro mundo, difícil de encontrar até mesmo em São Paulo ou no Rio. Um local qualificado, bonito, com uma estrutura física muito boa, com sauna, vestiário, octagon. Isso ajuda bastante na preparação do atleta. E foi divertido participar e apresentar um pouco da minha técnica. O público se mostrou caloroso e receptivo, e esse é o melhor retorno que podemos ter – comentou Napão.

Proprietário do CT, o mestre em Jiu-Jitsu Fabiano Boxer ressaltou a importância do evento à estruturação do MMA no Rio Grande do Sul. Há dois meses, ele já havia ministrado seminário semelhante, tendo como convidado especial o técnico americano de wrestling, Jacob Harman, que trabalha com nomes importantes do UFC, como Fabrício Werdum, Maurício Shogun e Rafael dos Anjos.

– Estamos dando sequência ao processo de conscientização, não só dos empresários ou de quem pode investir, mas do público em geral e que geralmente não está acostumado com presenças deste calibre em Porto Alegre, por exemplo. Hoje (sábado) conseguimos reunir várias equipes do estado inteiro aqui, o que era o maior objetivo, e transformar o CT em um lugar neutro e em que todos podem buscar o conhecimento. Nossa tentativa é de fazer uma mudança não radical, mas real, na cabeça daqueles que apreciam o MMA. Neste sentido, a participação de um UFC Fighter com a história do Napão é um divisor de águas, um feito sensacional pra gente. Ele tem, considerado pelo Dana White, um dos melhores nocautes da história do UFC – destacou Boxer, referindo-se à clássica vitória do brasileiro no UFC 70 (2007), quando nocauteou o croata Mirko “Cro Cop” - grande nome do torneio à época.