icons.title signature.placeholder Rafael Hecht
12/12/2013
11:27

O diretor jurídico do Flamengo. Michel Assef Filho, demonstrou insatisfação com as recentes declarações feitas por Paulo Schmitt, procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Na tarde da última quarta-feira, o procurador declarou que o Flamengo deveria perder pontos por ter escalado o lateral-esquerdo André Santos, na partida contra o Cruzeiro, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

- Nenhum caso que tem muita repercussão é fácil, ainda mais tendo o procurador-geral do STJD declarado de forma incisiva, publicamente, que o Flamengo tem de ser punido. Depois que ouvir os argumentos do clube em relação à escalação terei minha opinião formada. Espero que o STJD faça justiça ao fim. Se isso acontecer, não temos nada a temer - argumentou Michel Assef Filho.

Para o julgamento de André Santos, o diretor jurídico ainda se reunirá com o departamento de futebol do Flamengo para então planejar a estratégia de defesa.

- Vou ouvir os argumentos que os levaram a escalar o André Santos. Após ter absoluta ciência de tudo, vou poder traçar a estratégia de defesa. Ainda não tive acesso à denúncia - explicou o diretor jurídico rubro-negro.

A audiência do caso envolvendo André Santos está marcada para a próxima segunda-feira, às 17 horas.