icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/03/2014
14:06

A situação de Oscar Pistorius, acusado de assassinar sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, segue indefinida em Pretória. Novas evidências apontam que os dois tiveram uma discussão, via mensagem, três semanas antes do ocorrido, em que a modelo dizia temer as reações do atleta.

- Eu tenho medo de você às vezes, e como você estoura e reage comigo - dizia a mensagem enviada por Reeva.

- Estamos vivendo em uma relação de padrão duplo, onde você pode ficar bravo sobre como eu sinto com as coisas, mas é muito rápido para agir friamente quando você não está bem - seguia a mensagem.

O motivo, presumem os especialistas da polícia, foi uma crise de ciúmes do atleta, que pensou ter visto Reeva "flertando" com outro homem. Ainda assim, de acordo com o oficial responsável pela recuperação das mensagens, François Moller, 90% das conversas tinham tom amoroso.

- Você me faz feliz 90% do tempo e eu acho que somos incríveis juntos, mas eu não sou uma qualquer ou estou tentando matar sua 'vibe' - disse Reeva.

O atleta nega as acusações de homicídio premeditado e o julgamento, na África do Sul, segue sem uma definição.