icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/03/2014
14:45

O Masters 1.000 de Miami, segundo torneio deste nível na temporada que começa nesta quarta-feira, fornecerá ao espanhol Rafael Nadal mais uma oportunidade de disparar na liderança do ranking mundial da ATP. Isso porque o tenista de 27 anos não competiu neste evento no ano passado, alegando que seu joelho ainda não estava 100%, e só tem pontos a somar na lista.

Atualmente, Nadal soma 13.130 pontos na liderança, com 2.230 de frente para o sérvio Novak Djokovic. O campeão do Aberto do Rio (ATP 500) este ano vai estrear contra o vencedor do jogo entre o holandês Robin Haase (46º) e o australiano Lleyton Hewitt (44º).

Campeão do Masters 1.000 de Indian Wells no último domingo - seu primeiro título na temporada -, quando derrotou Roger Federer (5º) na decisão, o vice-líder Djokovic tem 90 pontos a defender na Flórida. Ano passado, o sérvio foi às oitavas de final, onde foi eliminado por Tommy Haas.

Nadal fará seu quinto torneio em 2014 em Miami. Até aqui, ele foi campeão no ATP 250 de Doha e no ATP 500 do Rio de Janeiro. No único Grand Slam do ano, o Aberto da Austrália, ele foi vice-campeão para o suíço Stanislas Wawrinka (3º).

Vale lembrar que o número 1 do mundo tenta se recuperar da má campanha realizada no Masters 1.000 de Indian Wells na semana passada, onde defendia o título de 2013. Ele perdeu na terceira rodada para o ucraniano Alexandr Dolgopolov (23º), que em Miami pode ser seu rival nas semifinais.

A sorte esteve ao lado de Nadal na definição da chave. Lutando pelo seu primeiro título em Miami, ele só enfrentará Djokovic, Federer ou Andy Murray (6º) em uma possível final.

Seus principais desafios podem ser o argentino Juan Martin Del Potro (8º) nas quartas de final e Wawrinka, o tcheco Tomas Berdych (7º) ou o americano John Isner (10º) nas semis. O italiano Fabio Fognini (14º) pode trazer perigo ao espanhol nas oitavas de final.

Já no outro lado da chave, o atual campeão Murray pode ter muitos obstáculos pela frente. Ele enfrentará Lukasz Kubot (81º) ou Matthew Ebden (67º) na estreia, mas sua caminhada até a final pode ter Djokovic, Federer e os espanhois David Ferrer (4º) e Tommy Robredo (17º).

Brasil nas duplas

O Brasil chegará como um dos favoritos nas duplas do Masters de Miami. A começar pela presença do mineiro Bruno Soares, que jogará mais um torneio ao lado do austríaco Alexander Peya. Os dois, que dividem a terceira posição do ranking mundial de duplistas, já foram vice-campeões três vezes este ano, incluindo o Masters de Indian Wells semana passada.

Outro brasileiro na disputa será o também mineiro Marcelo Melo, quinto no ranking de duplistas. Ao lado do croata Ivan Dodig (6º), ele busca seu segundo título do ano, pois foi campeão do ATP 250 de Auckland com o austríaco Julian Knowle. Melo também foi vice no Aberto do Rio, com o espanhol David Marrero.

Feminino pode ter choque entre Sharapova e Serena nas semis

Atual campeã do WTA Premier de Miami, a americana Serena Williams não poderá reeditar a final de 2013 com a russa Maria Sharapova na edição deste ano do evento no piso rápido. Isso porque a musa caiu no ranking, ocupa a sétima posição e, por isso, está na mesma chave da número um do mundo.

Serena estreia contra a vencedora do jogo entre a italiana Francesca Schiavone (44ª) e a cazaque Yaroslava Shvedova (59ª), enquanto Sharapova espera pela japonesa Kurumi Nara (45ª), atual campeã do Aberto do Rio, ou a alemã Anikka Beck (43ª). Se prevalecer a lógica, as duas se enfrentam nas semifinais.

Sharapova tenta seu primeiro título em 2014 e o primeiro desde abril de 2013, quando foi bicampeã do WTA de Stuttgart (ALE). Serena já foi campea em Brisbane (AUS) este ano.

Sharapova já não é campeã desde abril de 2013, quando venceu em Stuttgart (Foto: AFP)