icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/07/2013
15:27

Em um duelo de 3h40 nesta quarta-feira, o britânico Andy Murray operou uma virada sensacional em cima do espanhol Fernando Verdasco para avançar às semifinais de Wimbledon. O vice-líder do ranking venceu por 3 sets a 2 e parciais de 4-6, 3-6, 6-1, 6-4 e 7-5.

O jogo na quadra central de Londres foi extremamente dispuatado. Não fosse o enorme número de erros não forçados de Verdasco - foram 45 contra 27 do rival - e as nove duplas faltas cometidas e Andy Murray poderia ter sido eliminado nesta quarta.

No duelo mais equilibrado destas quartas de final em Wimbledon, Verdasco abriu 2 sets a 0, fazendo 6-4 no primeiro e 6-3 no segundo. A eliminação de Murray parecia estar cada vez mais próxima.

No entanto, o tenista britânico, contando com toda a força da torcida, disparou para o empate com um 6-1 no terceiro set e 6-4 no quarto. Diante disso, o duelo foi para a quinta e definitiva parcial.

Sacando forte, Verdasco voltou a fazer frente ao rival no quinto set e o jogo ganhou contornos emocinantes no final, com os tenistas confirmando os serviços um a um. A definição veio no 11º game, quando Murray quebrou o saque do espanhol e disparou para fechar o set em 7-5.

Na próxima rodada, Murray vai enfrentar o polonês Jerzy Janozwicz (22º), valendo vaga na final. Janowicz conquistou a vaga com uma vitória sobre seu compatriota Lukasz Kubot (130º) por 3 a 0 (7-5, 6-4 e 6-4). A outra semifinal será entre Del Potro e Djokovic.

Se for campeão em Londres, Murray vai quebrar um jejum de 76 anos, já que desde 1936 que um tenista britânico não vence em Wimbledon.


Em um duelo de 3h40 nesta quarta-feira, o britânico Andy Murray operou uma virada sensacional em cima do espanhol Fernando Verdasco para avançar às semifinais de Wimbledon. O vice-líder do ranking venceu por 3 sets a 2 e parciais de 4-6, 3-6, 6-1, 6-4 e 7-5.

O jogo na quadra central de Londres foi extremamente dispuatado. Não fosse o enorme número de erros não forçados de Verdasco - foram 45 contra 27 do rival - e as nove duplas faltas cometidas e Andy Murray poderia ter sido eliminado nesta quarta.

No duelo mais equilibrado destas quartas de final em Wimbledon, Verdasco abriu 2 sets a 0, fazendo 6-4 no primeiro e 6-3 no segundo. A eliminação de Murray parecia estar cada vez mais próxima.

No entanto, o tenista britânico, contando com toda a força da torcida, disparou para o empate com um 6-1 no terceiro set e 6-4 no quarto. Diante disso, o duelo foi para a quinta e definitiva parcial.

Sacando forte, Verdasco voltou a fazer frente ao rival no quinto set e o jogo ganhou contornos emocinantes no final, com os tenistas confirmando os serviços um a um. A definição veio no 11º game, quando Murray quebrou o saque do espanhol e disparou para fechar o set em 7-5.

Na próxima rodada, Murray vai enfrentar o polonês Jerzy Janozwicz (22º), valendo vaga na final. Janowicz conquistou a vaga com uma vitória sobre seu compatriota Lukasz Kubot (130º) por 3 a 0 (7-5, 6-4 e 6-4). A outra semifinal será entre Del Potro e Djokovic.

Se for campeão em Londres, Murray vai quebrar um jejum de 76 anos, já que desde 1936 que um tenista britânico não vence em Wimbledon.