icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/11/2013
08:03

O meia Paulo Henrique Ganso cresceu de produção com a chegada do técnico Muricy Ramalho e voltou a apresentar um bom futebol. Mesmo encantado com o desempenho do Maestro, o treinador acredita que o rendimento tenha sido tardio para que o meia possa vestir a camisa da Seleção Brasileira e disputar a próxima Copa do Mundo.

- Ele voltou a jogar bem, não é hoje, já há alguns jogos nessa seleção que o São Paulo tem feito. Seria legal, tomara que ele (Felipão) tenha visto a jogada de hoje (domingo), e deve ter visto, mas acho que chegou um pouco tarde... Não está fechado, falta pouquinho, ele respeita muito, e eu concordo, a família Felipão, foi assim que ele conseguiu reverter tudo dessa maneira. Dificilmente ele deve mudar - declarou o treinador.

Na última quarta-feira, Ganso fez o gol são-paulino na derrota do time por 3 a 1 diante da Ponte Preta, pelo jogo de ida da Copa Sul-Americana. No domingo, contra o Botafogo, aos nove minutos do segundo tempo, o Maestro fez uma jogada fantástica, ao dar um belo drible entre as pernas do lateral Julio Cesar e concluir na trave.

O técnico ainda comentou a parceria do jogador com o meia Maicon e as dificuldades que o Maestro encontrou na sua chegada ao São Paulo. Ganso foi contratado em meados de setembro de 2012, mas, devido a uma lesão, pouco atuou. Nesta temporada, teve dificuldades até a chegada de Paulo Autuori. Agora, com Muricy, seu futebol evoluiu.

- No Santos, ele tinha entrosamento não só com Neymar, mas com Elano, Arouca, ele era muito entrosado. No São Paulo, ele oscilou um pouco e teve contusões. A parceria dele com o Maicon casou bem a ele, o Maicon voltou a jogar bem primeiro tempo - completou o treinador.

Gênio! Ganso faz a festa na zaga do Botafogo e quase marca