icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/11/2013
00:48

Na visão do técnico Muricy Ramalho, o São Paulo pode respirar aliviado após a vitória por 2 a 0 sobre o Flamengo, nesta quarta-feira, em Itu. Segundo ele, a equipe espantou de vez as chances de cair para a Série B e agora precisa entender os motivos que causaram a crise que colocou o clube em risco para não sofrer novamente.

- Se a gente fosse pensar na situação em que estava o clube há dois meses, era realmente muito complicada, com qualquer treinador, mesmo tendo experiência, como no meu caso. Os jogadores realmente estão de parabéns, porque compraram a ideia de que tinha de dar um pouquinho a mais, ou muito a mais, porque a gente estava devendo. Claro que nesse momento a gente não pode se empolgar, estar feliz, porque um clube desse tamanho lutar por não rebaixamento é muito duro. Ver o Rogério ali dizendo que não precisamos mais fazer conta é duro - disse o comandante.

- A gente tem que refletir, perguntar o que fez de errado. Se isso não acontecer, da próxima vez pode ser complicado. A gente está aliviado, não está feliz. Nesses dois meses, o cara não dorme mesmo, só faz conta. Um time desse tamanho brigar para não cair não pode, tem que fazer perguntas para entender isso - acrescentou.

Muricy apontou a movimentação de Ademilson e Douglas como fundamental para garantir a vitória. No primeiro tempo, o Tricolor teve dificuldade para chegar à área do Flamengo. No segundo, dominou o adversário e fez os gols.

- A gente tinha conversado com Douglas e Ademilson que eles tinham que dar velocidade. A gente tem um grande passador, o Ganso, mas se não tem diagonal, profundidade, não adianta nada. O gol saiu assim, o Douglas teve oportunidade. Nosso time tinha posse, mas não profundidade, como contra o Atlético-PR. Claro que lá não tínhamos condições físicas - finalizou.