icons.title signature.placeholder Caio Carrieri e Marcio Porto
24/04/2014
20:49

O São Paulo procurou o Benfica (POR) para tentar fazer o atacante do Palmeiras Alan Kardec pular o muro. Se o Corinthians, também de olho no palmeirense, movimentou-se apenas por meio de investidores e só monitora o caso, o Tricolor foi atrás dos portugueses e está disposto a pagar mais do que os 4 milhões de euros (R$ 12,3 milhões) apalavrados entre Verdão e Encarnados. A prioridade de compra, até o dia 31 de maio, é do Alviverde.

Kardec foi um pedido de Muricy Ramalho à nova diretoria. O presidente recém-eleito Carlos Miguel Aidar afirmou que fará de tudo para atender ao desejo do técnico, que trabalhou com o artilheiro do Palmeiras no Santos, em 2011 e 2012.

A diretoria do Verdão sabe que o São Paulo entrou forte na disputa. Uma notificação do Benfica chegou nesta quinta à noite na Academia de Futebol, mas o clube não confirma o conteúdo. Curiosamente, Alan Kardec deixou o treino após fazer aquecimento alegando uma gastrite.

O Palmeiras não confirma se o atacante irá participar do jogo deste sábado, contra o Fluminense.

O jogador conversou com o gerente de futebol Omar Feitosa e o médico Otávio Vilhena e, enquanto os titulares se reuniam antes do treino coletivo, o atleta seguiu para a área interna da Academia.

De acordo com o clube, o camisa 14 saiu apenas por decisão do departamento médico, graças a uma gastrite que incomodava o atleta.

As queixas sobre a indefinição do futuro do jogador, no entanto, são crescentes dentro da comissão técnica. Gilson Kleina exige a renovação do contrato. Procurado pelo LANCE!Net, o pai do atleta, Alan Kardec, não atendeu.

Artilheiro alviverde no ano com dez gols, o jogador tem contrato até o fim de junho. Embora já tenha encaminhada a situação com o Benfica, as conversas ainda estão arrastadas por conta da falta de acerto salarial. A situação fez o pai do atleta se irritar com o Palmeiras.