icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/02/2015
09:30

Errando que se aprende. É assim que Souza está alertando o São Paulo para o confronto contra o Corinthians, nesta quarta-feira, pela primeira partida da Libertadores 2015. Segundo o volante, o primeiro Majestoso na Arena, no Campeonato Brasileiro de 2014, em que o Tricolor ficou duas vezes a frente no placar e acabou sendo derrotado por 3 a 2, deve servir de exemplo.

- Acho que fora a arbitragem, o que aconteceu lá, perder um jogador, igual perdemos, e depois ficar duas vezes à frente do placar e deixar o Corinthians virar não pode acontecer de jeito nenhum. Não jogamos o melhor futebol, mas aquele jogo a gente poderia ter vencido o clássico. Temos que esquecer um pouco a arbitragem, esquecer tudo o que acontece e não deixar acontecer de jeito nenhum aquilo que aconteceu do Corinthians virar. É um jogo de Libertadores, então se fizermos o primeiro gol precisamos fechar e segurar o resultado - disse o meio-campista.

Outro ponto que Souza tocou foi a respeito da postura perfeita são-paulina para o clássico. De acordo com o volante, Muricy Ramalho pediu o time 120% e ligado nos 90 minutos da partida.

- O que ele mais bateu na conversa foi isso, a vontade. Para vencer o Corinthians lá vai ter que ter muita vontade. Todos vão ter que ficar 120%. Todos querendo, se doando. A gente não pode perder um jogador em campo, se um não correr já complica. Então ele falou de manter o mesmo nível todo o jogo, ao contrário do jogo contra o Santos, que começamos bem e acabamos relaxando depois.Ele bateu muito nessa tecla, para jogar contra o Corinthians bem os 90 minutos. Não podemos relaxar, eles têm uma equipe muito qualificada - concluiu.

A partida entre São Paulo e Corinthians é uma das mais esperadas da história entre as equipes. Primeira vez se encontrando na Libertadores, o clássico já teve mais de 35 mil ingressos vendidos.