icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/03/2014
19:32

Muricy Ramalho ficou satisfeito com o desempenho do 'Expressinho', alcunha que ele mesmo utilizou para denominar o São Paulo que foi a campo neste domingo e venceu o Botafogo-SP por 2 a 0, em Ribeirão Preto. O treinador do Tricolor, no entanto, evitou fazer análises individuais e pediu paciência com a entrada dos garotos no time de cima.

- É difícil falar de um ou outro, temos nossas avaliações. O jogador precisa de mais tempo, a gente sabe. Até outro dia eram sub-17, hoje estão jogando profissionalmente. São nossos jogadores, do clube, então a gente não tem pressa para avaliar. Temos de ter paciência, carinho e eles vão aprendendo com o tempo, com certeza - afirmou Muricy.

Muricy apontou o porquê de ter saído satisfeito com o resultado e a atuação da equipe em Ribeirão. Foi a primeira derrota do Botafogo-SP dentro de casa neste Paulistão. O técnico também reforçou que não fará avaliações individuais dos garotos.

- Acho que a gente suportou bem. No segundo tempo nosso goleiro quase não foi acionado, no jogo tivemos o domínio. Em termos de jogadores é difícil fazer avaliação, não seria justo. são meninos, ainda não estão formados. Estamos queimando uma etapa para ver se melhoramos eles. Agora eles têm condições de serem titulares do São Paulo. Ainda é muito cedo, mas no geral foi bem - afirmou o técnico.

Com a equipe já classificada para as quartas de final do Estadual, Muricy aproveitou e mandou a campo um time inteiro reserva. Destaque para o zagueiro Lucas Silva, de 18 anos, o volante João Schmidt, de 20, o meia Lucas Evangelista, de 19, o atacante Ewandro, de 18, e Ademilson, de 20. Evangelista marcou o primeiro gol e Ademilson, o segundo.

Por tantos jovens, o técnico evocou o famoso 'Expressinho', que ele mesmo comandou no São Paulo. Durante a semana, Muricy falou que o time de agora lembrava aquele, que era formado por Rogério Ceni, Denilson, Caio Ribeiro, entre outros, e acabou vencendo a Conmebol de 1994.