icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/02/2015
10:05

Destaque e autor de três gols na vitória do São Paulo por 4 a 2 em cima do Capivariano, na última quarta-feira, no Pacaembu, pelo Paulistão, Alexandre Pato está em alta com Muricy Ramalho. O treinador revelou que conversou bastante com o atacante antes da partida e voltou a frisar que não desiste de ajudar seus jogadores.

- Eu sempre penso primeiro no jogador. O Pato jogou apenas 15 minutos em Penápolis (domingo, na vitória do São Paulo por 3 a 1 em cima do Penapolense), mas isso não é legal. Eu não desisto dos meus atletas. Conversei muito com ele (Pato) antes do jogo, disse que ele tinha que dar mais, principalmente sem bola. Ele brigou um pouco mais, ficou mais dentro da área. Ele foi bem - declarou Muricy.

- O técnico precisa ter conhecimento tático, técnico... Mas a gente precisa ser justo. Às vezes você não tem simpatia por um jogador. Uma vez chamei dois jogadores para conversar, e um deles estava cheio de marra. Era um puta chato, mas ele estava melhor do que o outro. O técnico precisa ser justo para ter o respeito dos jogadores. Joga o cara que é bom para o time. O Pato tem uma coisa que eu gosto: ele é boa pessoa. Claro, o jogador precisa jogar bola, mas ele precisa ser bom profissional. Eu não desisto de caras assim. O cara que não joga que é o problema. Mas, graças a Deus, o pessoal me respeita muito - complementou.

Com o "hat-trick" diante do time de Capivari, o primeiro na carreira, Pato se isolou na artilharia do Paulistão, com três gols. Além disso, o atacante deixou o Pacaembu com a bola da partida, que foi autografada pelos companheiros de time.