icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/12/2013
15:52

Há duas semanas, na vitória do Milan sobre o Catania, o atacante Balotelli se irritou se disse vítima de racismo, quase brigou com o adversário e ameaçou deixar a partida. Seu companheiro Muntari afirmou que os outros jogadores do time tentam dar conselho para Balotelli não se irritar durante os jogos, mas são ignorados.

- É difícil dar conselhos a Balotelli porque quando lhe dizemos algo, isso entra por um ouvido e sai pelo outro. Quando estamos em campo eu explico-lhe que ele tem de ficar calmo, porque aquelas duas ou três pessoas que o insultam só o fazem para irritá-lo - disse o meia em entrevista ao jornal italiano Corriere Dello Sport.

Apesar de aconselhar Balotelli para não perder a cabeça, Muntari sabe o quanto absurdas são as atitudes racistas. O jogador espera que um dia isso não seja mais um problema no mundo.

- Não está certo alguém ofender outra pessoa só por causa da cor da pele . Ainda há algumas pessoas que têm esta mentalidade errada. Não há diferenças entre pessoas de raças diferentes; todos temos o mesmo sangue. Chegará a altura em que não mais teremos de falar sobre este assunto - concluiu.