icons.title signature.placeholder RODRIGO CERQUEIRA
10/06/2014
14:20

Tumulto, informações desencontradas, bate-bola, reforço na segurança... O treino da Espanha nesta terça-feira, no CT do Caju, em Curitiba, está marcado pela falta de organização. Centenas de pessoas estão no local com a promessa de um treino aberto ao público, porém somente quem tem um ingresso que foi distribuído anteriormente terá acesso.

Torcedor mostra o ingresso para o treino (Foto: Rodrigo Cerqueira)

Polícia Militar, Guarda Municipal, Setran - Secretaria de Trânsito, e até mesmo o exército estão mobilizados para garantir a segurança dos torcedores do lado de fora. Há informações desencontradas. A segurança do CT afirmou que acontecerá distribuição de ingressos para o público. De acordo com a Polícia Militar, porém, só quem tem o ingresso poderá entrar e não há mais qualquer oferta no CT dos mesmos. A Fifa e o COL teriam distribídos esses bilhetes.

Polícia Militar reforça a segurança na entrada do CT (Foto: Rodrigo Cerqueira)

Revoltados, torcedores chegaram a bater-boca com os policiais. Muitos estavam desde cedo na porta do CT aguardando a oportunidade de ver a campeã do mundo. O major Neto, da Polícia Militar, está no comando da operação e tenta evitar um tumulto ainda maior. Outro membro da corporação tenta acalmar os ânimos, e promete liberar a entrada de algumas pessoas caso o CT não fique lotado com os torcedores que têm ingressos.

Michele aproveita o público e vende churrasquinho (Foto: Rodrigo Cerqueira)

Apesar do tumulto, havia a possibilidade de "negócios". Na frente do CT do Caju. Moradora do bairro, Michele de Oliveira, de 28 anos, colocou na frente da sua casa uma banquinha para vender churrascos. Ao preço de R$ 2, ela disse que não podia perder essa oportunidade, algo que deixou passar em 2010, quando a Seleção Brasileira utilizou o CT na fase de preparação para a Copa da África do Sul.