icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/12/2013
12:27

O técnico José Mourinho deixou de lado a rivalidade construída com o ex-pupilo André Villas-Boas nos últimos meses e enviou uma mensagem de apoio ao compatriota, recentemente demitido pelo Tottenham após uma sequência negativa à frente dos Spurs. Mou revelou ter encontrado algumas vezes com Villas-Boas nos últimos meses e falou sobre o que disse ao agora amigo após sua demissão.

 - Nos últimos seis meses, falei com o André três vezes, uma num encontro de treinadores, outra quando jogamos contra eles e de novo há uns dias. Não falei com ele sobre o caso, dei-lhe ânimo e disse que não era o fim do mundo, que amanhã outro trabalho vai aparecer, por isso feliz natal. Só quem estava por dentro sabe o que vai acontecer - deixou no ar o comandante do Chelsea, que também deu sua opinião pessoal sobre a saída de Villas-Boas:

 - No futebol nada me surpreende, tudo pode acontecer. Quando lhe deram um contrato de três ou quatro anos, era porque acreditavam nele e achavam que era o homem certo para treinar o time. Tiveram alguns resultados ruins, mas acho que não era razão para alterar esta confiança ou para mudar de treinador.

Villas-Boas começou sua carreira no futebol como auxiliar de Mourinho no Porto e depois no Chelsea. Ele voltou a Portugal depois que seu antigo mestre foi para a Inter de Milão. De volta à Terrinha, o jovem treinador foi campeão português, da Taça de Portugal e da Liga Europa com os Dragões. Foi para o Chelsea, onde foi demitido antes do fim da temporada e depois assumiu o Tottenham.