icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/07/2014
14:40

O técnico José Mourinho saiu em defesa do craque argentino Lionel Messi, após receber inúmeras críticas ao perder a final da Copa do Mundo, quando a Argentina foi derrotada na prorrogação, por 1 a 0, pela Alemanha. O treinador fez questão de frisar que Messi já está na história e ainda comentou sobre a polêmica de quem é melhor, Pelé ou Maradona.

- É fácil respeitar Messi quando ele vence, mas o mesmo não acontece quando ele não vence. Ele é um jogador histórico. Não precisa de ser campeão do mundo para ser um jogador histórico. Para mim, Pelé é Pelé, e Maradona é Maradona. Não tenho por hábito comparar jogadores de diferentes gerações - disse o técnico português ao Yahoo.

Messi foi protegido, mas outro argentino não escapou das critícas de Mourinho. O técnico Alejandro Sabella fez uma substituição questionável no intervalo da partida no Maracanã, quando tirou Lavezzi, um dos melhores da partida até então, para dar lugar ao atacante Agüero, alteração que o treinador do Chelsea condenou como crucial para a queda de rendimento da Albicelsete.

- Gostaria de saber porque Lavezzi ficou no vestiário no intervalo. A Argentina estava jogando com duas linhas de quatro jogadores, com Enzo Pérez marcando Lahm, e Lavezzi fazendo o mesmo do outro lado. Estavam tão compactos, que Messi não tinha que correr quando defendia, e assim, quando tinha a bola, tinha energia para fazer a diferença. Quando Sabella colocou Aguero em campo, a Argentina passou de um 4-4-2 para um 4-3-3, perdendo muito equilíbrio. Messi teve de correr muito mais depois da saída de Lavezzi. A equipa perdeu o fôlego – o folêgo que precisava na prorrogação - finalizou Mourinho.