icons.title signature.placeholder Marcelo Resende
15/07/2014
20:01

A falta de estrutura para o turismo de camping visto na Copa do Mundo fez o governo do Rio pensar em montar espaços para receber os turistas que vierem para a cidade de motorhome nas Olimpíadas de 2016. Nesta terça-feira, o secretário estadual de turismo Cláudio Magnavita admitiu o problema e disse que pretende criar no mínimo seis campings pensando neste tipo de torcedor.

Magnavita informou que há áreas no estado do Rio mapeadas para os campings e motorhomes, sendo uma delas em Búzios e em parques estaduais. Outra cidade pensada é Nova Friburgo. Na capital, apenas o Recreio, Zona Oeste, pode ter a estrutura para este tipo de turismo.

- O Rio tem vocação especial para isso, devido aos parques naturais. As aéreas de camping devem ficar em Búzios e parques estaduais, já em negociação com Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Também próximo à região serrana e a cidade de Carmo, na fronteira com Minas Gerais. Seis campings são a proposta mínima - afirmou o secretário.

Na Copa do Mundo, milhares de torcedores sul-americanos, principalmente argentinos, vieram com seus próprios veículos para a capital fluminense, a maioria estacionando, inicialmente, na orla da Zona Sul do Rio. Para solucionar o caso e evitar maiores problemas na região, o governo do Rio mandou todos eles para o Terreirão do Samba, no Centro do Rio, onde ficaram até o fim do Mundial.