icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/03/2014
15:23

A temporada da MotoGP já teve início nesta sexta-feira, com as duas primeiras sessões de treinos livres no circuito de Losail, no Catar. A surpresa do dia foi o espanhol Aleix Espargaro que levou sua Yamaha à casa do 1m54s989 e foi o único a quebrar a marca dos 55 segundos.

O italiano Andrea Dovizioso, da Ducati, foi o segundo, com 1m55s320, enquanto o também espanhol Alvaro Bautista colocou sua moto Honda ao terceiro posto, com 1m55s446. Favoritos à temporada, os espanhois, companheiros de equipe, Dani Pedrosa e Marc Márquez, com suas Honda, ocuparam a quarta e quinta colocações respectivamente, com os tempos de 1m55s562 e 1m55s607.

O Top 10 foi completado, na sequência, pelo britânico Bradley Smith, o alemão Stefan Bradl, o espanhol Pol Espargaro, o italiano Valentino Rossi e seu compatriota Andrea Iannone.

A nova temporada da MotoGP terá 24 pilotos em seu grid e 19 corridas. No último ano, Marc Márquez, aos 20 anos de idade, foi coroado o mais jovem campeão da história e o primeiro estreante a vencer o título em 35 anos.

Entre os concorrentes mais fortes de Márquez ao título, seu compatriota Jorge Lorenzo se destaca. O piloto da Yamaha, campeão em 2010 em 2012, foi vice no ano passado, apenas quatro pontos atrás de seu novo rival.

Além dele, o heptacampeão Valetino Rossi andou bem na pré-temporada, arrancando "suspiros" dos fãs que tanto esperam do "Dr. MotoGP". Até o momento, não se sabe se esse será o último ano da carreira do multicampeão, que deu entrevistas dizendo que revelará a decisão no GP da Itália, dia 1º de junho.

Neste ano, a MotoGP buscou "democratizar" seu campeonato, com a criação de duas novas classes de motos. Além da classe "Fábrica", com os times principais das montadoras, há classes "menores", com as equipes satélites das mesmas montadoras. Agora, teremos a criação de duas novas classes: a Open Class e a Fábrica 2.

Na Open, as equipes terão de usar alguns materiais padrões em suas motos, porém ganham vantagens em relação às equipes de fábrica, como quatro litros extras de combustível por corrida, compostos mais macios, 12 motores a disposição por ano, entre outras.

Já a Fábrica 2, segue os mesmos padrões da Open, mas diminui os "privilégios" caso a equipe ande um certo número de corridas entre os três primeiros.

Novas classes, dúvidas, pilotos, equipes... Essa é a nova MotoGP, com velhos conhecidos e boas promessas, e que dá a largada neste domingo, no Catar, às 16h. Esperança de mais emoção em 2014.

Confira os resultados combinados dos dois primeiros treinos livres no Catar:

1 - Aleix Espargaro (ESP) - Yamaha - 1m54s989
2 - Andrea Dovizioso (ITA) - Ducati - 1m55s320
3 - Alvaro Bautista (ESP) - Honda - 1m55s446
4 - Dani Pedrosa (ESP) - Honda - 1m55s562
5 - Marc Márquez (ESP) - Honda - 1m55s607
6 - Bradley Smith (GBR) - Yamaha - 1m55s650
7 - Stefan Bradl (ALE) - Honda - 1m55s856
8 - Pol Espargaro (ESP) - Yamaha - 1m55s913
9 - Valentino Rossi (ITA) - Yamaha - 1m55s984
10 - Andrea Iannone (ITA) - Ducati - 1m56s006
11 - Jorge Lorenzo (ESP) - Yamaha - 1m56s172
12 - Colin Edwards (EUA) - Yamaha - 1m56s238
13 - Cal Crutchlow (GBR) - Ducati - 1m56s720
14 - Nicky Hayden (EUA) - Honda - 1m57s006
15 - Yonny Hernandez (COL) - Ducati - 1m57s119
16 - Scott Redding (GBR) - Honda - 1m57s296
17 - Karel Abraham (TCH) - Honda - 1m57s368
18 - Hiroshi Aoyama (JAP) - Honda - 1m57s634
19 - Hector Barbera (ESP) - Avintia - 1m58s290
20 - Mike Di Meglio (FRA) - Avintia - 1m58s410
21 - Broc Parkes (AUS) - PBM - 1m58s436
22 - Danilo Petrucci (ITA) - ART - 1m59s078
23 - Michael Laverty (GBR) - PBM 1m59s646