icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
13/12/2013
08:46

Eleito o segundo melhor treinador de handebol do mundo em 2012, o dinamarquês Morten Soubak terá nesta sexta-feira pela frente justamente seu país de origem. À frente da Seleção Brasileira, ele encara a Dinamarca, às 17h15 (de Brasília), pela última rodada da fase classificatória do Mundial, em Nis (SER). Mas engana-se quem pensa que foi o seu trabalho dentro de quadra que o fez ser nacionalmente notado.

Na década de 90, Morten dirigiu duas equipes da Liga Dinamarquesa, o GOG e o FC Kopenhagen. Sem grande sucesso, partiu para a área que o fez mais reconhecido: tornou-se comentarista de handebol da TV2, principal televisão dinamarquesa.

Na telinha, trabalhou durante cinco anos, de 2000 a 2005, quando foi trazido para dirigir o time masculino do Pinheiros, em São Paulo. Ficou no clube paulista até julho de 2009, quando foi contratado pela confederação para dirigir o time feminino de handebol do Brasil.

– Eu até era conhecido, porque dirigi alguns times no país, mas foi quando trabalhei na TV2 que me tornei mais famoso mesmo. Foi uma experiência muito legal e da qual sinto saudade – disse Morten ao L!Net.

A TV2, de fato, faz uma cobertura digna de Copa do Mundo de futebol, na Sérvia. Estúdio à beira da quadra e transmissões ao vivo de quase todos os jogos compõem a sua grade. Não é incomum também ver Morten batendo papo com quem compartilhava transmissões na Dinamarca.

Mas a amizade para por aí. Em quadra, nesta sexta-feira, brasileiras e dinamarquesas decidem o primeiro lugar do Grupo B. Vitória, empate ou derrota por até um gol favorecem o Brasil.

Em um primeiro momento, ao L!Net, Morten disse que este jogo não difere de nenhum outro para ele. Alguns segundos depois, mudou de ideia.

– Só muda que a vontade de ganhar é um pouco maior. Você pode ter certeza que, se eu ganhar, vai virar brincadeira. Até já começaram as piadas antes do jogo, com a comissão técnica, jornalistas. São brincadeiras saudáveis – concluiu Morten.


Com a palavra Thomas Kristensen, comentarista dinamarquês da TV2, que trabalhou com Morten Soubak

'O que Morten tem feito com o Brasil é incrível'

"Todos nós temos acompanhando o trabalho de Morten bem de perto. O que ele tem conseguido com a Seleção Brasileira é algo incrível. Ficaram em quinto lugar no Mundial disputado em casa, e, na Olimpíada, foi uma fatalidade não terem ganho da Noruega, que se sagrariam campeãs olímpicas logo em seguida. Ir a uma semifinal nos Jogos de Londres certamente seria o maior marco da carreira de Morten. Tenho certeza de que, quando ele acorda e perde o sono à noite, ainda pensa naquele jogo."