icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/07/2014
14:04

A morte de Alfredo Di Stéfano, um dos jogadores mais reverenciados do futebol europeu, foi tratado com igual importâncias por muitos dos principais jornais esportivos do Velho Continente. Principalmente na Espanha, onde o argentino alcançou o estrelato e é considerado o maior ídolo do Real Madrid.

As homenagens mais emocionadas vieram de diários madrilenhos. O "Marca", por exemplo, recuperou foto de Di Stéfano como jogador e tratou como se o episódio não precisasse ser descrito. A única referência é o nome do jogador na parte de baixo da capa. O "AS" também reverenciou o jogador e "agradeceu por tudo" o que Di Stéfano fez pelo futebol espanhol.

Marca trouxe capa 'sem legenda' por Di Stéfano (Foto: Reprodução)

Apesar das constantes provocações em relação à capital, os jornais de Barcelona deram "trégua" pelo episódio com o ídolo rival. O "Mundo Deportivo" deu "adeus ao mito", enquanto o "Sport" se despediu do "craque que mudou a história".

Ainda pela Europa, jornais de Portugal, França e Itália também reverenciaram o craque do Real Madrid. O luso "A Bola" ligou Di Stéfano aos dois maiores craques do país, Eusébio e Cristiano Ronaldo. O diário português lembrou do argentino como ídolo do Pantera Negra, e também publicou o lamento de CR7 pelo morte do ex-camisa 9 merengue.

Na França, o "L'Équipe" falou do "pioneiro" Di Stéfano, enquanto o o "Corriere dello Sport" lembrou do argentino como multicampeão europeu. A América do Sul também prestou condolências, e o chileno "El Gráfico" e o uruguaio "Ovación" também publicaram o adeus nas capas dos jornais.

> Veja capas de jornais internacionais sobre Di Stéfano