icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/06/2014
10:19

Em seus últimos dias de vida o ex-técnico do Barcelona, Tito Vilanova, teria tomado uma atitude que acabou sendo fundamental ao clube. Segundo divulga o canal de televisão catalão TV3, seis dias antes de morrer, Tito teve uma conversa privada com Messi. O encontro evitou que o argentino deixasse o Barça.

Segundo o jornalista Bernat Soler, Tito Vilanova soube através do presidente do Barça, Josep María Bartomeu, que Messi estava com o ânimo muito baixo. O ex-treinador convidou o argentino até sua casa, e este foi ao encontro acompanhado pelo goleiro Pinto. Na conversa, Messi deixou claro que pensava seriamente em deixar o clube.

A reunião teria ocorrido três dias depois do Barcelona ter perdido a final da Copa do Rei para o Real Madrid, e uma semana depois da eliminação na Liga dos Campeões para o Atlético de Madrid. Messi estaria com o ânimo muito baixo por conta das críticas que recebia, e temia ser vaiado na partida seguinte no Camp Nou, contra o Athletic Bilbao, pelo Campeonato Espanhol. Os conselhos de Vilanova teriam sido cruciais para demover o argentino de deixar o Barça.

Um detalhe que poderia comprovar tal encontro está na carta de homenagem a Tito escrita por Bartomeu. No texto, divulgado após a morte do ex-treinador, o presidente do Barcelona afirma que "viveu em primeira pessoa como, até o último momento, Tito esteve ajudando o clube com seus conselhos".

Messi fica desolado com chance perdida do ataque argentino