icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/04/2014
18:36

Morreu, nesta quinta-feira, aos 87 anos, na Cidade do México, o escritor colombiano Gabriel García Márquez, um dos maiores nomes da Literatura latino-americana. A causa da morte ainda não foi divulgada.

"Gabo", como era conhecido, era torcedor fanático do Junior de Barranquilla. A paixão floresceu no coração do escritor quando o craque brasileiro Heleno de Freitas defendeu o clube colombiano, em 1949-1950.

O autor do clássico "Cem anos de solidão" e vencedor do Nobel de Literatura em 1982 contou, através de um artigo publicado no jornal El Heraldo, que tornou-se torcedor do Junior de Barranquilla graças a um triunfo por 2 a 1 sobre o poderoso Millonarios da lenda Di Stéfano.

– Se os jogadores do Junior não fossem apenas jogadores seriam escritores. O maestro Heleno de Freitas parece um extraordinário autor de romances policiais. Seu sentido de cálculo e movimentos repousados lhe outorgam méritos de detetive – descreveu o gênio.

Além de escritor, García Márquez também foi jornalista e ativista político.