icons.title signature.placeholder Paulo Victor Reis
27/11/2014
08:02

Grande apoiador da Chapa Azul, o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro confirmou que, de agora em diante, fará parte da oposição do clube. No entanto, ele deixou claro que vai atuar com diálogo com a gestão de Carlos Eduardo Pereira, o presidente eleito.

– Farei uma oposição diferente, de diálogo. Acordei leve (na quarta-feira). Pela primeira vez, em 20 anos, sou oposição. Merecia esse descanso. Sempre tive o sonho de ver este grupo (Mais Botafogo) no poder. Eles que tanto criticaram agora têm uma oportunidade – disse Montenegro, que elogiou o novo presidente, mas lembrou dos desafios.

– Carlos Eduardo é uma das pessoas mais sérias que conheço. Isso é muito importante, mas eles terão de saber ouvir. O desafio agora é humildade para aglutinar gente e gerar receita. Se vierem com bravatas, dizendo que o passado é culpado, será muito ruim – contou o ex-presidente, que pediu 'pés no chão'.

– Cerca de 64% dos votantes não apoiaram a Chapa Ouro. Este é um sinal de que eles precisam manter os pés no chão. As 14 cadeiras da Chapa Azul no Conselho Deliberativo terão a missão de representar esses 64% que não votaram no Carlos Eduardo – disse.

Montenegro é um dos 33 votos de Carlos Thiago Cesário Alvim na urna dos eméritos, beneméritos e grandes beneméritos. O que chamou atenção foi a vitória de Carlos Eduardo entre os integrantes do corpo fixo do Conselho Deliberativo. O candidato da Chapa Ouro teve 65 votos, contra os 33 de Thiago, sete de Vinícius e seis de Marcelo Guimarães.