icons.title signature.placeholder Gabriela Abrunheiro / Radar
03/02/2015
20:04

A partida entre Palmeiras e Corinthians, no próximo domingo, no Allianz Parque, pelo Campeonato Paulista, está preocupando o Ministério Público. Segundo o promotor Paulo Castilho, integrantes de facções das torcidas dos dois clubes estão utilizando a internet e as redes sociais para incitar a violência e espalhar o medo. O receio é que haja retaliação por conta da morte do corintiano Felipe Augusto Oliveira, de 23 anos, que era conhecido na Gaviões como "Dime". A polícia suspeita que ele tenha sido espancado até a morte por palmeirenses na madrugada do último dia 26.

- A gente tem monitorado e apurado. Existe essa preocupação (de retaliação). Eu sempre fui um defensor da torcida organizada, mas das atitudes lícitas, de empurrar o time. Agora eles têm dado mostras, inclusive pelas redes sociais, de comportamentos que se assemelham aos de facções criminosas. São destemidos, incitam violência, fazem incursão de medo, homicídios. São coisas que se moldam às facções criminosas - afirmou ao LANCE!Net.

Ainda de acordo com Castilho, existe uma conversa entre a Polícia Militar e a Civíl, mas por se tratar de tema delicado é preciso ter cautela. O promotor e o Ministério Público estudam maneiras de punir tais torcedores.

A rivalidade entre as torcidas de Palmeiras e Corinthians requer precaução também por parte do policiamento militar que irá trabalhar no dia do jogo. Já existe, inclusive, uma recomendação para que o Alviverde não ultilize uma parte da sua arquibancada.

- A Polícia Militar tem toda uma estrutura já montada para fazer o jogo. Mas levamos em consideração o aspecto da rivalidade. É um estádio novo, diferente. Os próprios palmeirenses ainda estão se acostumando com o caminho até lá. Além do mais, temos um caso de confronto recente, o que requer uma atenção especial - afirmou ao LANCE!Net o capitão Alexandre Vilariço, do 2º Batalhão de Choque.

A informação do responsável pelo policiamento da partida é de que cerca de 500 policiais irão trabalhar na operação. É a primeira vez que o Allianz Parque irá receber o Dérbi. A quantidade e os valores dos ingressos ainda não foram divulgados oficialmente, mas o Palmeiras deve disponibilizar cerca de 1.600 entradas para a torcida visitante.