icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2013
08:00

Depois de fazer história na Vila Capanema e largar à frente nas semifinais da Copa do Brasil contra o Grêmio, o Atlético-PR enfrenta o Internacional, agora pelo Campeonato Brasileiro, mas com o mesmo objetivo: a obtenção de uma vaga para a Copa Libertadores. Sobram diferenças no confronto, que acontece a partir das 19h30 (de Brasília), no Durival de Britto. De um lado estará o Furacão, semifinalista da Copa do Brasil – após eliminar o próprio Inter – e integrante do G4 do Campeonato Brasileiro. Do outro, o Colorado, que ainda busca algo improvável: uma vaga na Libertadores de 2014, o que evitaria mais um fim de temporada melancólico.

O jogo, que estava marcado para a Arena Joinville, devido a uma punição do STJD por conta da confusão promovida por diferentes facções de torcidas uniformizadas atleticanas no clássico contra o Coritiba, será disputado no Durival de Britto, graças a um efeito suspensivo conseguido pelo departamento jurídico do clube junto ao Tribunal.

O treinador Vagner Mancini, em entrevista concedida ao L! em setembro, afirmou que o Rubro-Negro não priorizaria nenhuma competição em que participa. Parece que o comandante manterá a promessa e manda a campo o que tem de melhor à sua disposição.


O lateral-esquerdo Pedro Botelho e o atacante Marcelo se recuperam de lesão e correram ao redor do campo no treino da última sexta-feira, mas são desfalques para a partida. Talvez o dianteiro volte ao time contra o Tricolor, na quarta.

No meio-campo, Mancini não poderá contar com Bruno Silva, suspenso. Deivid - que atuou pela Copa do Brasil -, se mantém na posição. A dúvida é se sua dupla no primeiro combate ao meio colorado será composta por Zezinho - opção do treinador para enfrentar o Imortal - ou João Paulo, que era titular da posição.

MELANCOLIA COLORADA

São dez pontos de diferença para o G4. Essa é a realidade do Internacional, algo inimaginável para um time que levou o Campeonato Gaúcho, se reforçou com Jorge Henrique, Alex e Scocco, mas vem decepcionando o seu torcedor.

A intenção dos colorados é encarar essas últimas sete partidas para manter a dignidade até o final do ano. Defender a camisa colorada. Já que Libertadores é praticamente impossível. Além disso, alguns jogadores, tanto medalhões quanto jovens, serão observados para a próxima temporada.

Um deles é Scocco, a principal novidade da equipe, na vaga do lesionado Leandro Damião.O argentino será a referência do ataque, algo que ainda não havia acontecido na temporada. No meio, Alex permanece e deixa Otávio no banco de reservas. Juan também está machucado, e dá lugar para Alan na defesa. Airton entra na vaga de João Afonso, suspenso, e Willians retorna.

- Vencer é sempre o melhor. Ter continuidade, sequÊncia de vitória, é sempre bom. Enquanto houver chances, temos que buscar isso. São 21 pontos que vamos disputar e temos que somar o maior número de pontos possível - comentou Alan.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR x INTERNACIONAL

Local: Durival de Britto, em Curitiba (PR)
Data-hora: 03/11/2013 - 19h30
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP/Asp Fifa)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Juninho; Deivid, Zezinho (João Paulo), Everton e Paulo Baier; Dellatorre e Éderson. Técnico: Vágner Mancini.

INTERNACIONAL: Muriel; Gabriel, Alan, Jackson e Kleber; Airton, Willians, D'Alessandro, Alex e Jorge Henrique; Scocco. Técnico: Clemer.