icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/02/2015
10:04

Tidos como possíveis soluções dos problemas de Santos e Fluminense no passado, Thiago Ribeiro e Walter, hoje envolvidos em uma negociação de troca entre os clubes, decepcionaram e não vivem bons momentos.

Thiago chegou ao Santos em 2013 logo após a saída de Neymar, assumiu a camisa 11 do craque e estreou na goleada por 8 a 0 para o Barcelona. Depois, conviveu com lesões e não agradou nem a torcida, nem a diretoria, que quer negociá-lo.

Desde a metade do ano passado o atacante não vive bons momentos pelo Alvinegro, pois sofre com constantes lesões. No meio de 2014, ele sofreu com tendinite, o mesmo problema que sofre no momento, no joelho direito. Após a recuperação, complicações gástricas o tiraram dos gramadas e o fizeram perder peso.

Seu último gol pelo Peixe foi na última rodada do Brasileirão do mesmo ano, no triunfo sobre o Vitória. Neste ano, ele atuou apenas nas duas primeiras rodadas do Paulista.

Já Walter, anunciado como “o melhor do Brasileiro de 2013” pelo Flu, amargou a reserva e não faz um gol em jogo oficial desde maio de 2014. Atualmente, no Campeonato Carioca, ele não foi titular em nenhuma das partidas. Recentemente, ele se envolveu em um episódio polêmico, em que tentou dar uma voadora no goleiro reserva do Flu, durante um treinamento. Logo, os dois se entenderam. No entanto, os próprios dirigentes do Tricolor reconhecem que uma saída do centroavante está próxima.

- O Walter quer ficar mais feliz, ir para um lugar onde possa ser titular, quer ter mais chances. No Fluminense ele não está tendo muitas oportunidades. Entendemos a situação do jogador, mas ele é importante para nós também. Por isso, não vamos abrir mão do Walter se não for interessante para nós e para o jogador também - afirmou o diretor executivo de futebol do clube, Fernando Simone, no último dia 16.