icons.title signature.placeholder Jonas Moura
07/03/2014
08:02

Não foram muitas as mudanças no panorama das quartas de final da Superliga Masculina de vôlei do ano passado para 2014. Dos oitos melhores colocados na etapa classificatória da edição atual do torneio, apenas o estreante Moda/Maringá surgiu como cara nova em relação aos demais times. A partir desta sexta-feira, eles começam a série melhor de três que definirá os semifinalistas desta temporada.

Sada Cruzeiro, Sesi-SP, Vôlei Brasil Kirin, Vivo/Minas, RJ Vôlei, Kappesberg Canoas e São Bernardo, classificados este ano, também avançaram à fase decisiva no torneio anterior. O detalhe é que, na ocasião, o representante de Campinas era chamado Medley/Campinas. No lugar do Moda/Maringá, fazia parte da elite o Volta Redonda.

Idealizado e presidido pelo levantador Ricardinho, o time paranaense chegou à disputa com pretensões de se impor entre os grandes. Além do campeão olímpico com a Seleção em Atenas-2004, o time conta com nomes de destaque, como o oposto Lorena, o ponteiro Quiroga e o central Orestes.

Apesar disso, a campanha foi marcada pela irregularidade. Foram dez vitórias e 12 derrotas. A classificação só veio na última rodada da primeira fase, com a vitória por 3 sets a 1 sobre o Voltaço. O desafio agora é contra o líder Sada Cruzeiro.

– Cumprimos o objetivo, que era a classificação. É claro que seria melhor ficar numa posição mais confortável, mas o time passou por problemas, tivemos uma troca de técnico. Mesmo assim, jogamos em um bom nível – disse o argentino Quiroga, lembrando da chegada de seu compatriota Horacio Dileo.

O ponteiro, aliás, já conhece o comandante de longa data. Ele já foi treinado por Dileo no Vivo/Minas, no Fenerbahce, da Turquia, e nas seleções de base da Argentina.

– É um cara que trabalha muito a parte tática. Vamos com tudo. Sabemos que o Sada Cruzeiro não vai dar nada de presente – completou.

A primeira rodada das quartas de final começa nesta sexta com a partida entre Vôlei Brasil Kirin e Kappesberg Canoas, às 19h (de Brasília), em Campinas (SP). No sábado, às 10h, Vivo/Minas e RJ Vôlei se enfrentam em Belo Horizonte (MG).

No mesmo dia, às 21h30, será a vez do Moda/Maringá duelar com o Sada Cruzeiro. A partida acontecerá às 21h30, em Contagem (MG). No domingo, o Sesi-SP encara o São Bernardo, às 13h, na Vila Leopoldina, em São Paulo.

Vôlei Brasil Kirin recebe o Canoas

Vôlei Brasil Kirin e Kappesberg Canoas serão os primeiros a entrar em quadra pelas quartas de final da Superliga Masculina. O time de São Paulo terminou a fase classificatória na terceira colocação e terá o direito de fazer dois jogos em casa nesta fase, caso seja necessário. Apostando na boa média de público no torneio, a equipe optou por abrir a série diante da torcida.

Quando se enfrentaram na etapa anterior, cada time levou a melhor em uma ocasião. No primeiro encontro, os gaúchos venceram por 3 a 2. Já no returno, os paulistas deram o troco ao triunfarem por 3 a 1.

– O fato de cada equipe ter vencido uma partida na fase classificatória dá a certeza de um jogo muito equilibrado agora no playoff. Os pequenos detalhes farão diferença – apostou o líbero Alan, do Vôlei Brasil Kirin.