icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2013
21:25

Após ser goleado por 5 a 0 no Mineirão, o Atlético-GO recebeu o Cruzeiro nesta noite de quarta-feira ainda buscando a missão praticamente impossível de passar por cima do time mineiro e conseguir a classificação às oitavas de final. Visivelmente inferior na parte técnica, o Dragão começou em cima, mas o sonho de passar de fase parou logo aos dez minutos, quando o Cruzeiro abriu o placar com Lucca. Mesmo com o time misto, a Raposa venceu o Dragão mais uma vez. 1 a 0, placar final, e 6 a 0 no agregado.

LUCCA LIDERA TREINO DE LUXO DA CELESTE

Atuando em um Serra Dourada praticamente vazio, o Atlético-GO começou a partida em cima do Cruzeiro, buscando a sonhada goleada logo no início da partida. Diego Campos deu esperanças ao torcedor do Dragão ao arriscar de fora da área e ver Fábio fazer ótima defesa, espalmando para escanteio. Apesar do susto, o Cruzeiro se manteve bem na partida, com segurança na defesa, liderada por Paulão, e saindo bem para o ataque. Ricardo Goulart e Lucca demonstraram qualidade no meio campo e ataque da Raposa. Foi pelos pés do camisa 31 que saiu o lançamento para Anselmo Ramon cruzar no segundo pau e Lucca abrir o placar. Estava aberta a vitória celeste: 1 a 0.

Almejando ao menos o triunfo dentro de casa, o Atlético-GO foi para cima, enquanto o Cruzeiro trocava passes em busca de mais um gol. Contando com a descuido repentino do setor defensivo celeste, os anfitriões incomodaram mais a meta de Fábio, ora com Diogo Campos, ora com Ricardo Jesus. O capitão celeste teve que intervir em pelo menos duas chegadas do Dragão. Em ritmo de treino, o Cruzeiro deixou de explorar as jogadas aéreas, típicas da equipe, mas cresceu de rendimento com Lucca, rápido nas descidas e eficiente na marcação.

MARCELO OLIVEIRA REALIZA TESTES

Com a classificação encaminhada, Marcelo Oliveira promoveu a entrada de Martinuccio no segundo tempo. O Cruzeiro voltou melhor, mais disposto e diferente em campo. A entrada do argentino esquentou o time celeste, que passou a atacar mais, enquanto o Atlético-GO diminuiu suas ações em direção à meta de Fábio.

O jogo voltou a ficar mais movimentado, com o time da casa novamente buscando o gol de empate. A partida, contudo, não perdeu o clima de amistoso. Luan entrou no lugar de Egídio, mas, assim como Martinuccio, se apagou ao decorrer da partida. Pouco se viu das duas equipes ao longo da etapa final. Com muito toque de bola, mas poucos lances de perigo, o Cruzeiro esperou pelo apito final para comemorar a vitória simples e a goleada por 6 a 0 no placar agregado.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 0 X 1 CRUZEIRO

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data/Hora: 17/07/2013, às 19h30
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Vicente Romano Neto (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Renda/Público: 1.280 pessoas/R$33.750,00

Cartões amarelos: Mahatma Gandhi (ATL)
Cartões vermelhos: nenhum

GOLS: Lucca, 10'1ºT (1-0)

ATLÉTICO-GO: Márcio; Diogo Campos (Juninho, 20'2ºT), Artur, Diego Giaretta e Ernandes; Dodó (Mahatma, 16'2ºT), Renan Foguinho, Marino, Jorginho e João Paulo (Caio, 16'2ºT); Ricardo Jesus. Técnico: René Simões

CRUZEIRO: Fábio; Lucas Silva, Léo, Paulão e Egídio (Luan, 18'2ºT); Leandro Guerreiro, Uelliton, Tinga (Wallace, 37'2ºT) e Ricardo Goulart (Martinuccio, intervalo); Lucca e Anselmo Ramon. Técnico: Marcelo Oliveira

Após ser goleado por 5 a 0 no Mineirão, o Atlético-GO recebeu o Cruzeiro nesta noite de quarta-feira ainda buscando a missão praticamente impossível de passar por cima do time mineiro e conseguir a classificação às oitavas de final. Visivelmente inferior na parte técnica, o Dragão começou em cima, mas o sonho de passar de fase parou logo aos dez minutos, quando o Cruzeiro abriu o placar com Lucca. Mesmo com o time misto, a Raposa venceu o Dragão mais uma vez. 1 a 0, placar final, e 6 a 0 no agregado.

LUCCA LIDERA TREINO DE LUXO DA CELESTE

Atuando em um Serra Dourada praticamente vazio, o Atlético-GO começou a partida em cima do Cruzeiro, buscando a sonhada goleada logo no início da partida. Diego Campos deu esperanças ao torcedor do Dragão ao arriscar de fora da área e ver Fábio fazer ótima defesa, espalmando para escanteio. Apesar do susto, o Cruzeiro se manteve bem na partida, com segurança na defesa, liderada por Paulão, e saindo bem para o ataque. Ricardo Goulart e Lucca demonstraram qualidade no meio campo e ataque da Raposa. Foi pelos pés do camisa 31 que saiu o lançamento para Anselmo Ramon cruzar no segundo pau e Lucca abrir o placar. Estava aberta a vitória celeste: 1 a 0.

Almejando ao menos o triunfo dentro de casa, o Atlético-GO foi para cima, enquanto o Cruzeiro trocava passes em busca de mais um gol. Contando com a descuido repentino do setor defensivo celeste, os anfitriões incomodaram mais a meta de Fábio, ora com Diogo Campos, ora com Ricardo Jesus. O capitão celeste teve que intervir em pelo menos duas chegadas do Dragão. Em ritmo de treino, o Cruzeiro deixou de explorar as jogadas aéreas, típicas da equipe, mas cresceu de rendimento com Lucca, rápido nas descidas e eficiente na marcação.

MARCELO OLIVEIRA REALIZA TESTES

Com a classificação encaminhada, Marcelo Oliveira promoveu a entrada de Martinuccio no segundo tempo. O Cruzeiro voltou melhor, mais disposto e diferente em campo. A entrada do argentino esquentou o time celeste, que passou a atacar mais, enquanto o Atlético-GO diminuiu suas ações em direção à meta de Fábio.

O jogo voltou a ficar mais movimentado, com o time da casa novamente buscando o gol de empate. A partida, contudo, não perdeu o clima de amistoso. Luan entrou no lugar de Egídio, mas, assim como Martinuccio, se apagou ao decorrer da partida. Pouco se viu das duas equipes ao longo da etapa final. Com muito toque de bola, mas poucos lances de perigo, o Cruzeiro esperou pelo apito final para comemorar a vitória simples e a goleada por 6 a 0 no placar agregado.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 0 X 1 CRUZEIRO

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data/Hora: 17/07/2013, às 19h30
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Vicente Romano Neto (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Renda/Público: 1.280 pessoas/R$33.750,00

Cartões amarelos: Mahatma Gandhi (ATL)
Cartões vermelhos: nenhum

GOLS: Lucca, 10'1ºT (1-0)

ATLÉTICO-GO: Márcio; Diogo Campos (Juninho, 20'2ºT), Artur, Diego Giaretta e Ernandes; Dodó (Mahatma, 16'2ºT), Renan Foguinho, Marino, Jorginho e João Paulo (Caio, 16'2ºT); Ricardo Jesus. Técnico: René Simões

CRUZEIRO: Fábio; Lucas Silva, Léo, Paulão e Egídio (Luan, 18'2ºT); Leandro Guerreiro, Uelliton, Tinga (Wallace, 37'2ºT) e Ricardo Goulart (Martinuccio, intervalo); Lucca e Anselmo Ramon. Técnico: Marcelo Oliveira