icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena e Thiago Ferri
05/11/2014
17:28

O Mirassol, clube detentor de 100% dos direitos econômicos de Henrique, ainda não recebeu um contato do Palmeiras para tratar da venda de Henrique. O Verdão tem contrato com o artilheiro do Brasileirão até 31 de dezembro, data em que se encerra a preferência de compra do clube por 50% do camisa 19. A equipe do interior diz também não ter recebido ofertas de outros clubes e considera que o processo eleitoral é um "entrave" nas conversas.

- Acho que o Palmeiras vai esperar passar este período eleitoral para depois nos comunicar o exercício de preferência. O jogador é o artilheiro do Brasileiro até agora, então acho que sim (o Palmeiras irá comprá-lo), mas não tivemos nenhuma conversa. Até o fim do ano há o contrato assinado, e o mercado sabe da preferência, por isto não nos procuraram. Não adianta fazer contato antes (do Palmeiras) - falou Edson Antonio Ermenegildo, presidente do Mirassol, ao L!Net.

A parte com o clube do interior é a última da negociação, já que para comunicar a decisão de comprar parte dos direitos de Henrique, o Palmeiras precisa chegar antes a um acordo com o jogador. O estafe do atacante já está em contato com o Verdão, mas ainda não se chegou a um acerto.

Em recentes entrevistas, Paulo Nobre disse ter interesse em manter o jogador, que em 33 jogos marcou 17 vezes, sendo 15 delas no Brasileiro - ele é o artilheiro da competição. Contratado para ser reserva, Henrique logo assumiu a titularidade com a conturbada saída de Alan Kardec para o São Paulo, e "monopoliza" os gols do time no Nacional: marcou 46,8% dos 32 tentos do time na competição.