icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes
18/11/2014
10:03

Fora da Copa com Luiz Felipe Scolari, Miranda e Filipe Luís encontraram com Dunga uma nova oportunidade para voltar a defender a Seleção Brasileira e o desempenho nos primeiros jogos parece ter agradado. O zagueiro e o lateral-esquerdo são os únicos que atuaram durante os 90 minutos nos cinco compromissos da equipe até o momento. Nem mesmo Neymar conseguiu tal proeza.

A dupla compõe parte da defesa, setor muito elogiado pelo treinador e que até agora não foi vazado. A linha defensiva, inclusive, foi a que mais sofreu alterações em relação a base que jogou na Copa do Mundo.

Somente David Luiz foi mantido em comparação com o time que foi eliminado pela Alemanha, na semifinal. Julio Cesar, Daniel Alves, Thiago Silva e Marcelo, por sua vez, perderam espaço.

Na nova maneira de jogar, Dunga montou uma equipe mais compacta atrás, pedindo para os laterais terem uma preocupação maior com a marcação.

- O grupo está muito concentrado e com humildade. Defendendo bem e muito compacto - analisou Filipe Luis.

Apesar de reconhecer que a Seleção ainda não foi testada em uma competição oficial, o lateral aposta em um maior rendimento do atual grupo a partir do próximo ano, quando o Brasil disputará a Copa América.

- Uma competição oficial vai ajudar muito o grupo a crescer. Sei que ele (Dunga) gosta de ganhar até em treino. A competitividade que ele cria em nós faz com que o grupo tenha uma ambição imensa e só pense em ganhar - comentou o lateral.