icons.title signature.placeholder LANCE!Bizz
06/07/2014
16:47

Reformado para abrigar jogos da Copa do Mundo, onde será palco da semifinal entre Brasil e Alemanha, o estádio do Mineirão conquistou o selo Platinum, nível máximo de certificação ambiental junto à Leedership in Energy and Environmental Design (Leed), concedida pela Green Building Council Institute (GBCI).

O estádio é o primeiro no país a obter o selo Platinum e o segundo em todo o mundo. Para atingir esse nível, o Mineirão conquistou 81 dos 110 pontos concedidos pela entidade através de um rigoroso processo de iniciativas exigidas e controle de documentos.

Entre os destaques da arena esportiva está em Eficiência da Água, categoria em que atende todos os 10 pontos exigidos, e Energia e Atmosfera, onde atinge 32 dos 35 itens requisitados. Com a nova estrutura após as obras realizadas, o Mineirão gera uma economia de aproximadamente 18 mil litros de água por dia e cerca de R$ 500 mil.

- A conquista da certificação é fruto de um trabalho rigoroso desenvolvido desde o momento da concepção do novo estádio, em que responsabilidades ambiental, social e financeira foram devidamente planejadas e, agora, reconhecidas - destaca Tiago Lacerda, secretário de Estado de Turismo e Esportes de Minas Gerais (Setes).

Em relação ao emprego de energia limpa dentro do estádio, a Usina Solar Fotovoltaica (USF) do Mineirão tem potência instalada de 1,42 megawatts-pico (MWp) e cerca de 6 mil módulos fotovoltaicos. Desde o final de abril, a USF do estádio tem injetado mais de 1 megawatt de energia no sistema de distribuição da Cemig, potência suficiente para abastecer cerca de 1,2 mil residências.