icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/11/2014
12:14

O Mineirão está virando um templo sagrado do futebol brasileiro, onde milagres ou "coisas sobrenaturais" não param de acontecer. Desde a reabertura pós-reforma para Copa das Confederações e Copa do Mundo, o estádio tem acrescentado ao histórico batalhas épicas, que deixariam Homero (de A Ilíada e Odisséia) com inveja por não tê-las escrito. Seja com Seleção Brasileira, Atlético-MG (principalmente) ou Cruzeiro, haja coração! Devem ter colocado algum pó mágico no cimento do estádio.

O mais cruel disso tudo é que o novo Mineirão pode ser tanto território para alegrias imensuráveis quanto para tristezas inesquecíveis. Mas, em suma e pelo histórico recente, quando um jogo estiver marcado para o Mineirão, prepare o coração, caro torcedor - mesmo que você seja simplesmente um amante do futebol, sem envolvimento com nenhuma das camisas em questão. E tem mais por aí, porque a Copa do Brasil será decidida entre Atlético-MG e Cruzeiro.

1) BRASIL 2 X 1 URUGUAI

Dia 26 de junho de 2013, semifinal da Copa das Confederações-2013. Ainda novo em folha, o Mineirão recebeu o clássico que poderia marcar mais uma vitória em jogo decisivo da Celeste sobre o Brasil, em território brasileiro. Mas o Maracanazo não se repetiu. Só que foi sofrido, porque o Uruguai perdeu um pênalti quanto estava 0 a 0. Fred fez um gol de canela, o Brasil levou um empate e "PQPaulinho" salvou aos 43 do segundo tempo, com gol de cabeça. (Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)

2) ATLÉTICO-MG 2 X 0 OLÍMPIA

 Em 24 de julho de 2013, o Atlético-MG precisava fazer, ao menos, 2 a 0, para levar a final da Libertadores para os pênaltis. Em um Mineirão pulsante, só conseguiu o placar necessário aos 41 minutos do segundo tempo, com Leonardo Silva. E olha que Ferreira teve uma chance de cara, mas escorregou na hora do chute. Título inédito veio nos pênaltis, com Victor brilhando e a trave ajudando. (Foto: Gil Leonardi/LANCE!Press)

3) BRASIL 1 X 1 CHILE

Em 28 de junho de 2014, o Brasil escapou por pouco de ser eliminado nas oitavas de final da Copa do Mundo. O Mineirão foi palco de um jogo tenso, em que a Seleção desmoronou psicologicamente. Teve prorrogação, e Pinilla acertou o travessão no minuto final. Antes dos pênaltis, Thiago Silva em lágrimas. Pelo menos Júlio Cesar brilhou e pegou duas cobranças. Mais lágrimas. De alegria agora.  (Foto: Fabrice CoffriniI/ AFP)

4) BRASIL 1 X 7 ALEMANHA

Semifinal da Copa-2014, no fatídico 8 de julho. Alemanha teve até pena, porque se tivesse mantido o ritmo do primeiro tempo, quando abriu 5 a 0, teria feito 10 no Brasil. Mas fez "só" 7 a 1, na pior derrota brasileira em Copas. E mais uma vez foi no Mineirão. (Foto: Odd Andersen/AFP)

5) ATLÉTICO-MG 4 X 3 LANÚS

Em 23 de julho de 2014, no jogo de volta da final da Recopa, o Mineirão recebeu um duelo entre brasileiros e argentinos. Depois de um 2 a 2 no primeiro tempo, o Lanús marcou aos 48 do segundo tempo e levou a partida para a prorrogação. No tempo extra, dois gols do Galo, que faturou o título. (Foto: Douglas Magno/AFP)

6) CRUZEIRO 2 X 3 ATLÉTICO-MG

Em 21 de setembro de 2014, o Atlético-MG tirou uma invencibilidade de nove meses do rival Cruzeiro no Mineirão em um clássico eletrizante. Os atleticanos abriram 2 a 0. Mas a Raposa não se entregou e empatou o jogo. Até que, aos 45 minutos do segundo tempo, o jovem atacante Carlos fez o terceiro e manteve a invencibilidade atleticana sobre a Raposa no ano. (Foto: Gil Leonardi/LANCE!Press)

7) ATLÉTICO-MG 4 X 1 CORINTHIANS

15 de outubro de 2014, jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil. Na ida, 2 a 0 para o Corinthians, com direito a dancinha de Mano Menezes. No Mineirão, o Timão também saiu na frente, com Guerrero. Mas aí começou o roteiro épico, que teve no gol de Edcarlos o ápice. O Galo conseguiu o resultado para chegar à semifinal. (Foto: Ramon Bitencourt/LANCE!Press)

8) ATLÉTICO-MG 4 X 1 FLAMENGO

5 de novembro de 2014, semifinal da Copa do Brasil. De novo. Derrota atleticana na ida por 2 a 0, e time visitante abrindo o placar. Em um tempo menor para reagir, o Atlético-MG fez quatro gols, mais uma vez embalado pelo "Eu acredito" e conseguiu a classificação para a final. (Foto: Ramon Bitencourt/LANCE!Press)