icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
07/11/2014
11:19

Minas Gerais vai adotar uma medida utilizada no Rio Grande do Sul para impedir que os torcedores banidos de irem ao estádio presenciem partidas in loco. Aqueles que estiverem proibidos de frequentar os campos de futebol do estado utilizarão uma tornozeleira eletrônica que detectará o seu posicionamento.

Fernando Abreu, promotor de Defesa do Consumidor, informou que o fato é um acordo entre o Ministério Público de Minas Gerais e a Secretaria de Estado de Defesa Social.

– Conseguimos 30 tornozeleiras para serem destinadas ao combate à violência nos estádios – declarou.

Os órgãos públicos ainda não informaram se os equipamentos serão utilizados nas partidas que marcam a decisão da Copa do Brasil, disputada entre Atlético-MG e Cruzeiro nos dias 12 e 26 de novembro.

No último clássico entre os times da capital, em 21 de setembro passado, quatro torcedores do Galo foram baleados na avenida do Contorno, na região central de Belo Horizonte. O grupo ficou ferido, mas não sofreu com outros problemas.

Atualmente, os brigões banidos dos estádios têm que comparecer a uma delegacia de polícia no horário dos jogos. A medida da tornozeleira será mais útil, segundo Fernando Abreu.

– Muitos estão soltos, mas poderão ser controlados por meios dos equipamentos. Na prática, esse controle não vem ocorrendo. Apenas um ou outro torcedor aparece – concluiu.