icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/07/2013
09:19

O Milan anunciou por meio de seu site oficial o seu primeiro reforço para a próxima temporada. Trata-se do meia Andrea Poli, destaque da Sampdoria. O jogador chegou a estar na convocação inicial de Cesare Prandelli para a Copa das Confederações, mas acabou cortado antes de poder jogar pela Itália.

Em um breve comunicado, o Rubro-Negro italiano contou ter adquirido o passe do jogador. Em troca, cedeu o polonês Salamon à Sampdoria. Na verdade, ele foi emprestado por uma temporada, com o Milan tendo a opção de compra a qualquer momento. Em 2012, Poli chegou a jogar pela Inter de Milão, arquirrival dos Rossoneri, também por empréstimo.

Poli começou sua carreira no Treviso, clube das divisões inferiores da Itália. Em 2007, ele foi para a Sampdoria e, apesar de emprestado à Inter e ao Sassuolo, se tornou um jogador importante. Ele vestiu a camisa da seleção italiana em três oportunidades, marcando um gol, diante de San Marino, em jogo amistoso.

O Milan já havia se acertado com o meia japonês Honda, do CSKA Moscou. No entanto, o jogador só chega ao clube italiano ao fim de seu contrato, em dezembro deste ano.

O Milan anunciou por meio de seu site oficial o seu primeiro reforço para a próxima temporada. Trata-se do meia Andrea Poli, destaque da Sampdoria. O jogador chegou a estar na convocação inicial de Cesare Prandelli para a Copa das Confederações, mas acabou cortado antes de poder jogar pela Itália.

Em um breve comunicado, o Rubro-Negro italiano contou ter adquirido o passe do jogador. Em troca, cedeu o polonês Salamon à Sampdoria. Na verdade, ele foi emprestado por uma temporada, com o Milan tendo a opção de compra a qualquer momento. Em 2012, Poli chegou a jogar pela Inter de Milão, arquirrival dos Rossoneri, também por empréstimo.

Poli começou sua carreira no Treviso, clube das divisões inferiores da Itália. Em 2007, ele foi para a Sampdoria e, apesar de emprestado à Inter e ao Sassuolo, se tornou um jogador importante. Ele vestiu a camisa da seleção italiana em três oportunidades, marcando um gol, diante de San Marino, em jogo amistoso.

O Milan já havia se acertado com o meia japonês Honda, do CSKA Moscou. No entanto, o jogador só chega ao clube italiano ao fim de seu contrato, em dezembro deste ano.