icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/04/2014
13:29

Dono de 22 medalhas olímpicas, sendo 18 de ouro, o astro da natação Michael Phelps, de 28 anos, deve voltar a competir no Grand Prix de Mesa, cidade do estado do Arizona, nos Estados Unidos. A competição faz parte de uma série de seis Grand Prix ao redor dos Estados Unidos. O evento será entre 24 e 26 de abril e terá as disputas de todas as distâncias olímpicas individuais.

Phelps será a grande atração do evento. A expectativa é grande para o retorno da lenda à piscina. Será a primeira vez que ele vai nadar em uma competição após obter seis medalhas, sendo quatro de ouro, nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

O técnico de Phelps, Bob Bowman, confirmou o retorno da lenda para as disputas dos 50 e 100 metros livre e dos 100 metros borboleta em Mesa. Porém, ele não cravou que o nadador permanecerá na ativa até a Olimpíada do Rio, em 2016. 

– Acredito que ele só vai testar as águas um pouco mais e ver o que acontece. Eu não diria que é um retorno definitivo  – afirmou Bowman à agência Associated Press.

Embora o discurso aponte para uma volta apenas em provas mais curtas, o objetvo de Phelps pode ser o US Championships, em Irvine, na California, que acontecerá entre 6 e 10 de agosto e servirá de seletiva da equipe para o Campeonato Mundial de 2015, em Kazan, na Rússia.

No ano passado, a lenda das piscinas voltou ao programa antidoping da equipe dos Estados Unidos e está apta a competir. Além disso, algumas declarações feitas pelo seu técnico naquela época já indicavam um possível retorno do astro visando ao restante do atual ciclo olímpico.

Em Londres, Phelps faturou seis medalhas no total, sendo quatro de ouro e duas de prata, e chegou à marca de 18 lauras douradas na carreira em olimpíadas. Naqueles Jogos, ele também bateu o recorde de medalhas nesta competição, superando a marca da russa Larissa Latynina, que havia subido ao pódio 18 vezes.

Além de Phelps, os americanos Ryan Lotche, dono de 11 medalhas olímpicas (cinco ouros), e Katie Ledecky, campeã olímpica nos 800m livre em 2012, também estarão na competição. O vencedor de cada prova receberá cinco pontos no ranking do circuito de Grand Prix 2013/2014.

Após três etapas, o circuito atualmente é liderado pelo americano Conor Dwyer e o francês Yanick Agnel, que têm 27 pontos. Megan Romano lidera no feminino, com 27,5 pontos.