icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/04/2014
12:23

Após as eliminações no Campeonato Carioca e na Copa Libertadores, o Botafogo resolveu mudar o comando técnico do time. Com isso, Eduardo Hungaro voltou a ser auxiliar-técnico e Vagner Mancini foi contratado para recolocar o time no caminho das vitórias no Brasileirão e na Copa do Brasil, competições que o clube ainda tem pela frente na temporada.

Na estreia, Vagner não obteve sucesso, já que o Botafogo perdeu para o São Paulo por 3 a 0. No entanto, para o volante Gabriel, o novo comandante tem feito um trabalho diferente do que vinha sendo realizado, o que em breve irá refletir nos resultados do time em campo.

- O Vagner tem outra metodologia, a mesma que ele implantou no Atlético-PR no ano passado e deu certo. Já sentimos diferença, é outro estilo de conduzir o treino e o vestiário. Não estou comparando. São formas diferentes de trabalhar. Cada um tem seu jeito, e, com certeza, o Botafogo vai crescer daqui para frente - disse Gabriel.

Nos últimos três jogos que disputou, o time alvinegro não conseguiu fazer gols. No entatanto, na defesa, o time falhou, levando sete dos adversários. Para Gabriel, apesar de dar ênfase para a parte defensiva, Mancini também é um treinador que gosta de jogar de forma ofensiva e equilibrada, o que fará com que em rapidamente o Botafogo volte a vencer.

- Ele gosta que a equipe marque e chegue com força no ataque. Nos disse que os times dele fazem muitos gols. Nós também fizemos muitos gols no ano passado, mas este ano não estamos conseguindo. Acho que ele vai conseguir nos estimular. Fizemos um trabalho de finalização que não vínhamos fazendo. São pequenas coisas que podem fazer diferença - exemplificou Gabriel.

Domingo, às 16h, no Maracanã, Mancini e o time do Botafogo enfrentam o Internacional, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.