icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/12/2013
00:39

Por conta de uma falta cometida em Ayala aos 44 minutos do segundo tempo, o lateral-esquerdo Uendel levou o terceiro cartão amarelo e se tornou desfalque da Ponte Preta para o segundo jogo das finais da Copa Sul-americana. Se não poderá contar com o ala, destaque da partida do Pacaembu contra o Lanús, Jorginho terá à disposição a força da bola parada de Fellipe Bastos, que marcou o gol do empate por 1 a 1 e ainda acertou uma bola na trave.

Elogiado pelo técnico Jorginho, Fellipe Bastos lamentou que a segunda tentativa em cobrança de falta não tenha resultado em gol, mas aprovou a atuação da Macaca diante de 28 mil pagantes no Pacaembu. De acordo com o ex-vascaíno, o placar acaba sendo bom para sua equipe, já que o Lanús precisará se arriscar fora de casa.

- Bati bem a primeira, mas caprichei de verdade na segunda bola. Uma pena que não entrou. Mas ao menos pude ajudar a Ponte Preta. Esse gol permite que a gente busque um placar diferente na Argentina, porque eles vão ter que sair para o jogo dentro de casa. Vamos tentar fazer nosso resultado - afirmou Fellipe Bastos.

A Macaca retorna a Campinas nas primeiras horas desta quinta-feira, se despede do Campeonato Brasileiro domingo, provavelmente com reservas, diante do Inter, em Caxias do Sul, e já se concentra para o segundo jogo da final da Sul-americana. A equipe volta a campo quarta-feira, às 21h50, no estádio La Fortaleza, para encarar o Lanús. Otimista, Jorginho também quer aproveitar as brechas em terras argentinas.

- As duas equipes têm formas de jogar conservadoras, e já sabíamos que ia ser decidido no segundo jogo. Não é um resultado ruim, porque eles vão ter que sair e se expor muito mais. Com isso a gente pode ter inclusive uma oportunidade de vencer, não importa como seja, o importante é voltar com título.