icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/04/2014
18:46

Quando o técnico Mano Menezes ainda comandava a Seleção Brasileira, Jadson ficou bem perto de se firmar no grupo. Com a chegada de Luiz Felipe Scolari, ele até chegou a ir para a Copa das Confederações, mas acabou fora das últimas listas. Às vésperas da Copa do Mundo, ele mantém um pingo de esperança, mesmo ciente que dificilmente terá chances.

Depois de um período conturbado no São Paulo, o camisa 10 do Timão cresceu de produção quando chegou ao Parque São Jorge, em uma troca envolvendo o atacante Alexandre Pato, perseguido pela torcida até então.

– Eu acho que está difícil, mas a esperança nunca pode morrer. Eu estou esperançoso, agora com início do Brasileiro, voltando a atuar, quem sabe algumas boas atuações podem chamar a atenção do Felipão. Mas torcer e pedir para Deus que seja feita a vontade dele – disse o meia.

Atualmente é Oscar, do Chelsea, que vem atuando como meia titular na Seleção Brasileira de Felipão. Willian, também do clube inglês e revelado nas categorias de base do próprio Corinthians, também tem sido constantemente convocado.