icons.title signature.placeholder Renato Rodrigues
icons.title signature.placeholder Renato Rodrigues
09/07/2013
10:09

A perda do cinturão dos pesos médios do UFC para o norte-americano Chris Weidman desapontou fãs pelo mundo, mas o prestígio de Anderson Silva no Corinthians segue intacto. Apesar da recusa de seus agentes por um novo contrato, o clube espera a volta do lutador ao Brasil para propor a prorrogação da parceria com o atleta.

Com contrato encerrado desde o último dia 31 de maio, Spider já nem usou o escudo do clube na derrota para o americano, que aconteceu no UFC 162, no último sábado, em Las Vegas (EUA), após um cruzado de esquerda que o nocauteou. O Timão chegou a emitir uma nota em seu site, informando aos torcedores que não renovaria a parceria, mas ainda crê no “corintianismo” do ídolo.

- Anderson é corintiano e sempre defendeu muito bem as cores do clube. Continua sendo um campeão. As portas continuam abertas. Deixa ele voltar ao Brasil para tentarmos uma nova conversa - afirmou Fausto Bittar, diretor de esportes terrestres do clube alvinegro.

Sem o acordo, a academia de lutas situada no Parque São Jorge também fica em jogo. O local é batizado pelo lutador e, caso não haja um consenso, pode trocar de nome. O clube não tem uma definição sobre o assunto e espera pela nova conversa.

O Timão conta com uma equipe de dez atletas de MMA. Um deles é Júnior Cigano, ex-campeão dos pesos pesados do UFC, que já manifestou vontade em renovar seu contrato com o clube nos próximos meses.

Bate-Bola
Fausto Bittar
Diretor de esportes terrestres do Corinthians, ao LANCE!Net

Por que a parceria acabou?
Não fomos nós que não quisemos. As pessoas que cuidam da carreira dele decidiram não renovar. Procuramos eles e nos deram esta resposta. O contato não foi diretamente com o Anderson Silva.

Acha que o clubismo de rivais atrapalhou na renovação?
Só ele que pode falar isso. Mas acho que não. Até porque ele sempre se mostrou corintiano, ia com camisa por si só em eventos. Não sei se ele passou a achar isso.

A academia seguirá com o nome dele? Já definiram isso?
Nós ainda não definimos nada sobre isso. Estamos esperando passar um tempo, ele acabou de lutar. Nas próximas semanas vamos ter uma definição. Está muito recente. Deixa ele voltar, ver se conversamos de novo e ele muda de ideia.

Muitos torcedores lembraram que lutando pelo Corinthians ele também estava invicto no UFC...
Eu ouvi muita gente falando isso, mas acontece. Ele perdeu, como qualquer um perde... Ele sempre lutou assim. Mas vai que por superstição ele queira voltar conosco (risos). Não dá para contar com isso, mas vamos tentar conversar.


Os dois anos de Spider no Corinthians
Assinatura
Após aparecer em eventos com camisa do Timão e se dizer corintiano, lutador assinou contrato em agosto de 2011.

Invicto
No período de quase dois anos, não perdeu representando o Timão. Foram três defesas de cinturão garantidas.

O fim de contrato
O lutador teve seu vínculo encerrado em 31 de maio deste ano e, por meio de representantes, avisou que não renovaria.

A perda do cinturão dos pesos médios do UFC para o norte-americano Chris Weidman desapontou fãs pelo mundo, mas o prestígio de Anderson Silva no Corinthians segue intacto. Apesar da recusa de seus agentes por um novo contrato, o clube espera a volta do lutador ao Brasil para propor a prorrogação da parceria com o atleta.

Com contrato encerrado desde o último dia 31 de maio, Spider já nem usou o escudo do clube na derrota para o americano, que aconteceu no UFC 162, no último sábado, em Las Vegas (EUA), após um cruzado de esquerda que o nocauteou. O Timão chegou a emitir uma nota em seu site, informando aos torcedores que não renovaria a parceria, mas ainda crê no “corintianismo” do ídolo.

- Anderson é corintiano e sempre defendeu muito bem as cores do clube. Continua sendo um campeão. As portas continuam abertas. Deixa ele voltar ao Brasil para tentarmos uma nova conversa - afirmou Fausto Bittar, diretor de esportes terrestres do clube alvinegro.

Sem o acordo, a academia de lutas situada no Parque São Jorge também fica em jogo. O local é batizado pelo lutador e, caso não haja um consenso, pode trocar de nome. O clube não tem uma definição sobre o assunto e espera pela nova conversa.

O Timão conta com uma equipe de dez atletas de MMA. Um deles é Júnior Cigano, ex-campeão dos pesos pesados do UFC, que já manifestou vontade em renovar seu contrato com o clube nos próximos meses.

Bate-Bola
Fausto Bittar
Diretor de esportes terrestres do Corinthians, ao LANCE!Net

Por que a parceria acabou?
Não fomos nós que não quisemos. As pessoas que cuidam da carreira dele decidiram não renovar. Procuramos eles e nos deram esta resposta. O contato não foi diretamente com o Anderson Silva.

Acha que o clubismo de rivais atrapalhou na renovação?
Só ele que pode falar isso. Mas acho que não. Até porque ele sempre se mostrou corintiano, ia com camisa por si só em eventos. Não sei se ele passou a achar isso.

A academia seguirá com o nome dele? Já definiram isso?
Nós ainda não definimos nada sobre isso. Estamos esperando passar um tempo, ele acabou de lutar. Nas próximas semanas vamos ter uma definição. Está muito recente. Deixa ele voltar, ver se conversamos de novo e ele muda de ideia.

Muitos torcedores lembraram que lutando pelo Corinthians ele também estava invicto no UFC...
Eu ouvi muita gente falando isso, mas acontece. Ele perdeu, como qualquer um perde... Ele sempre lutou assim. Mas vai que por superstição ele queira voltar conosco (risos). Não dá para contar com isso, mas vamos tentar conversar.


Os dois anos de Spider no Corinthians
Assinatura
Após aparecer em eventos com camisa do Timão e se dizer corintiano, lutador assinou contrato em agosto de 2011.

Invicto
No período de quase dois anos, não perdeu representando o Timão. Foram três defesas de cinturão garantidas.

O fim de contrato
O lutador teve seu vínculo encerrado em 31 de maio deste ano e, por meio de representantes, avisou que não renovaria.